NOTÍCIAS

A secção “Religião e Direitos Humanos” é uma colecção de vídeos sobre a perseguição religiosa dos crentes e relata notícias reportadas sobre direitos humanos.

PCCh quer que os acadêmicos ocidentais atestem sua perseguição à religião: o tiro saiu pela culatra! - Imagem 07:35
PCCh quer que os acadêmicos ocidentais atestem sua perseguição à religião: o tiro saiu pela culatra!
Desde que o Partido Comunista Chinês assumiu o poder, ele não poupou esforços para reprimir brutalmente e erradicar a crença religiosa e promover escândalos públicos para essa finalidade. Nos últimos anos, o Partido Comunista Chinês estendeu suas mãos cruéis em direção a países estrangeiros. No documento com título vermelho, o Principal Processo, de 2017, do escritório 610 da Província de Henan, que foi emitido em 31 de março de 2017, lê-se: "a mobilização de vozes influentes de especialistas, acadêmicos, jornalistas e líderes de emigrantes patrióticos americanos e ocidentais para gerar comentários favoráveis da mídia no exterior". Em junho e setembro de 2017 respectivamente, o Partido Comunista Chinês realizou duas conferências acadêmicas internacionais antisseita em Henan e Hong Kong. O professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR), que foi convidado para participar das duas conferências como um ilustre especialista, comenta a seguir como o Partido Comunista Chinês restringiu a crença religiosa sob o pretexto de proibir as seitas.
A perseguição da Igreja de Deus Todo-Poderoso foi revelada na ONU. Por que o Partido Comunista da China persegue crenças religiosas? 00 :00
A perseguição da Igreja de Deus Todo-Poderoso foi revelada na ONU. Por que o Partido Comunista da China persegue crenças religiosas? Religião e Direitos Humanos A perseguição da Igreja de Deus Todo-Poderoso foi revelada na ONU. Por que o Partido Comunista da China persegue crenças religiosas? No dia 19 de junho, na Trigésima Oitava Sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, o Sr. Thierry Valle, presidente da Coordenação das Associações e Indivíduos pela Liberdade de Consciência (CAP LC), representando 7 ONGs, deu uma declaração no Conselho de Direitos Humanos. A declaração chama a atenção à contínua perseguição da Igreja de Deus Todo-Poderoso pelo Partido Comunista Chinês, insta o governo chinês a respeitar a liberdade religiosa e a encerrar a perseguição da Igreja de Deus Todo-Poderoso.

Inscreva-se gratuitamente

Inscreva-se para receber o tema do evangelho da semana