Comentários de Especialistas

A secção “Comentários de Especialistas” colecciona comentários de especialistas internacionais em direitos humanos sobre a perseguição do Partido Comunista Chinês a crenças e liberdades religiosas e violações de direitos humanos.

Comentários de Especialistas
Revela a verdade sobre o assassinato no McDonald’s de Zhaoyuan e diz que o verdadeiro Xiejiao é PCC - Imagem
Revela a verdade sobre o assassinato no McDonald’s de Zhaoyuan e diz que o verdadeiro Xiejiao é PCC
Na conferência internacional sobre Perseguição Religiosa e os Direitos Humanos dos Refugiados, em Seul, Coreia do Sul, no dia 23 de outubro de 2017, o professor Massimo Introvigne fez uma análise detalhada das imprecisões na definição do governo comunista chinês para "xiejiao". Também declarou claramente que a Igreja de Deus Todo-Poderoso tem sido o grupo religioso mais seriamente perseguido pelo governo comunista chinês, levando ao encarceramento e sentenciamento de centenas de milhares de cristãos da igreja que não cometeram qualquer crime. Eles só foram encarcerados e sentenciados por causa de sua afiliação à Igreja de Deus Todo-Poderoso. As autoridades chinesas não negaram a repressão à igreja e sustentam que seus membros cometeram crimes graves, incluindo o suposto caso de assassinato ocorrido em 28 de maio no McDonald's na cidade de Zhaoyuan. No entanto, até o momento, nenhuma das acusações do governo chinês contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso foi comprovada. O professor Introvigne publicou pesquisa e análise aprofundadas sobre o caso do assassinato do McDonald's em 28 de maio na cidade de Zhaoyuan. Seus achados concluem que os brutais perpetradores desse assassínio não eram, absolutamente, membros da Igreja de Deus Todo-Poderoso, e que esse caso não tem relação alguma com a igreja. No final da conferência, o professor Introvigne afirmou que o verdadeiro xiejiao é o Partido Comunista Chinês.
Massimo Introvigne | Parte 2: Analisando os boatos do PCC contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso - Imagem
Massimo Introvigne | Parte 2: Analisando os boatos do PCC contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso
Como se sabe, o Partido Comunista da China tomou o poder por meio de mentiras e violência e depende dessas mentiras e violência para manter seu poder. O regime do Partido Comunista da China é cheio de mentiras, violência e assassinato. O Partido Comunista da China propaga o ateísmo, pois vê a religião como ópio espiritual para o povo. Os cristãos pregam o evangelho e dão testemunho de Deus para executar a Sua vontade, mas o Partido Comunista da China condena tais atos justos como abandono e separação de suas famílias, e prende e encarcera cristãos na base de diversas acusações falsas. Na China continental, cristãos de diversas igrejas domésticas, especialmente da Igreja de Deus Todo-Poderoso, sofrem opressão e perseguição brutais em nome de sua crença religiosa, e alguns deles ficaram deficientes ou morreram. Muitos cristãos foram para o exílio, ficaram desabrigados e tiveram suas famílias dispersas. Incontáveis famílias cristãs foram destruídas dessa forma! Neste episódio, convidamos o professor Massimo Introvigne, um estudioso italiano de novos movimentos religiosos, fundador e diretor executivo do Centro de Estudos sobre Novas Religiões, para falar sobre por que o Partido Comunista da China oprime e persegue a Igreja de Deus Todo-Poderoso, se as acusações do Partido Comunista da China contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso são verdadeiras e quem é o principal culpado por trás da destruição de famílias cristãs etc. A verdade será revelada, e a essência cruel e maligna do Partido Comunista da China contra Deus, que conquista fama enganando o público e luta contra a justiça, será exposta. Por favor, fique sintonizado!
Maximo Introvigne | Parte 1: Como o regime chinês persegue os cristãos – Mentiras e violência - Imagem
Massimo Introvigne | Parte 1: Como o regime chinês persegue os cristãos – Mentiras e violência
Como se sabe, o Partido Comunista da China tomou o poder por meio de mentiras e violência e depende dessas mentiras e violência para manter seu poder. O regime do Partido Comunista da China é cheio de mentiras, violência e assassinato. O Partido Comunista da China propaga o ateísmo, pois vê a religião como ópio espiritual para o povo. Os cristãos pregam o evangelho e dão testemunho de Deus para executar a Sua vontade, mas o Partido Comunista da China condena tais atos justos como abandono e separação de suas famílias, e prende e encarcera cristãos na base de diversas acusações falsas. Na China continental, cristãos de diversas igrejas domésticas, especialmente da Igreja de Deus Todo-Poderoso, sofrem opressão e perseguição brutais em nome de sua crença religiosa, e alguns deles ficaram deficientes ou morreram. Muitos cristãos foram para o exílio, ficaram desabrigados e tiveram suas famílias dispersas. Incontáveis famílias cristãs foram destruídas dessa forma! Neste episódio, convidamos o professor Massimo Introvigne, um estudioso italiano de novos movimentos religiosos, fundador e diretor executivo do Centro de Estudos sobre Novas Religiões, para falar sobre por que o Partido Comunista da China oprime e persegue a Igreja de Deus Todo-Poderoso, se as acusações do Partido Comunista da China contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso são verdadeiras e quem é o principal culpado por trás da destruição de famílias cristãs etc. A verdade será revelada, e a essência cruel e maligna do Partido Comunista da China contra Deus, que conquista fama enganando o público e luta contra a justiça, será exposta. Por favor, fique sintonizado!
Willy Fautré: Coreia do Sul deve conceder asilo aos requerentes da Igreja de Deus Todo-Poderoso - Imagem
Willy Fautré: Coreia do Sul deve conceder asilo aos requerentes da Igreja de Deus Todo-Poderoso
Vamos tomar a Coreia do Sul como exemplo. Até o momento, entre os membros da Igreja de Deus Todo-Poderoso que fugiram para a Coreia, a nenhum deles foi concedida a condição de refugiado. Até agora, cerca de 150 membros da Igreja de Deus Todo-Poderoso receberam as ordens de embarque emitidas pelo Ministério da Justiça. Seus cartões de registro de estrangeiro e sua documentação como candidatos a refúgio também foram retidos pelo Departamento de Imigração coreano. Em geral, os departamentos de estado da Coreia acham que os membros da Igreja de Deus Todo-Poderoso fazem uso indevido da Lei sobre Refugiados. Eles reconhecem que a Igreja de Deus Todo-Poderoso é perseguida como um grupo pelo Partido Comunista Chinês, mas não acham que o indício de perseguição individual seja suficiente para provar sua condição de refugiado. Qual é sua opinião sobre o mau uso da Lei sobre Refugiados?
Membros da UE devem frear o repatriamento dos requerentes de asilo da Igreja de Deus todo-Poderoso - Imagem
Membros da UE devem frear o repatriamento dos requerentes de asilo da Igreja de Deus todo-Poderoso
Sr. Willy Fautré: E estava na hora de desconstruir o impacto e o efeito negativo da notícia falsa emitida pela China, e revelar a realidade para convencer as autoridades dos países onde eles esperam encontrar um porto seguro de que eles deviam ser aceitos como cristãos perseguidos politicamente e que deviam receber abrigo em todos os países que concedem asilo. É isso que estamos tentando agora. Estamos convencendo não só as opiniões públicas, mas também os responsáveis pelas decisões políticas, de que essas pessoas são pacíficas, e não representam qualquer ameaça à segurança do Estado ou das pessoas, não importando o país onde estiverem. Elas não cometeram qualquer ato de violência. Mas se forem enviadas de volta à China, elas serão vítimas de tal violência. Esse é o processo com o qual estamos envolvendo.
Notícias: Carlos Iglesias: A repatriação de cristãos chineses está pondo a vida deles em risco - Imagem
Notícias: Carlos Iglesias: A repatriação de cristãos chineses está pondo a vida deles em risco
Desde que chegou ao poder, o Partido Comunista Chinês vem reprimindo as crenças religiosas, prendendo e perseguindo cristãos desenfreadamente. Nos últimos anos, alguns cristãos chineses foram forçados a fugir para o exterior por causa de sua fé. No entanto, seus pedidos de asilo são negados em países ocidentais, especialmente em alguns da Europa, uma vez que as autoridades desses países não reconhecem o fato de que esses cristãos vêm sendo submetidos à perseguição e correm o risco de serem deportados de volta para a China. Carlos Iglesias, advogado espanhol especializado em direitos humanos, comenta sobre a grave situação dos direitos humanos na China e seu status quo de perseguição religiosa. Com relação aos cristãos chineses exilados que tiveram o pedido de asilo político negado, Iglesias apela às autoridades dos países ocidentais para que ajam com cautela, afirmando que "ao concederem ou negarem esse asilo, o que está em jogo é a vida dessas pessoas".
Últimas notícias: PCCh diz que as condições religiosas na China são favoráveis – NÃO é verdade - Imagem
Últimas notícias: PCCh diz que as condições religiosas na China são favoráveis – NÃO é verdade
Entre 24 e 28 de junho e 14 e 15 de setembro de 2017, o Partido Comunista Chinês realizou sequencialmente duas conferências acadêmicas internacionais antisseita em Henan e Hong Kong. Em um relatório oficial chinês posterior está escrito que, "analistas dizem que, a partir desse estudo, adquiriu-se um entendimento suficiente sobre as políticas religiosas e antisseita da China, desfazendo assim, o mal-entendido anterior sobre as questões das seitas naquele país. Ao mesmo tempo, as condições de crença religiosa na China são apontadas como favoráveis. A liberdade de crença do povo está bem protegida. O professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR) foi convidado a participar das duas conferências e desmente o relatório, como se pode ver a seguir.
PCCh quer que os acadêmicos ocidentais atestem sua perseguição à religião: o tiro saiu pela culatra! - Imagem
PCCh quer que os acadêmicos ocidentais atestem sua perseguição à religião: o tiro saiu pela culatra!
Desde que o Partido Comunista Chinês assumiu o poder, ele não poupou esforços para reprimir brutalmente e erradicar a crença religiosa e promover escândalos públicos para essa finalidade. Nos últimos anos, o Partido Comunista Chinês estendeu suas mãos cruéis em direção a países estrangeiros. No documento com título vermelho, o Principal Processo, de 2017, do escritório 610 da Província de Henan, que foi emitido em 31 de março de 2017, lê-se: "a mobilização de vozes influentes de especialistas, acadêmicos, jornalistas e líderes de emigrantes patrióticos americanos e ocidentais para gerar comentários favoráveis da mídia no exterior". Em junho e setembro de 2017 respectivamente, o Partido Comunista Chinês realizou duas conferências acadêmicas internacionais antisseita em Henan e Hong Kong. O professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR), que foi convidado para participar das duas conferências como um ilustre especialista, comenta a seguir como o Partido Comunista Chinês restringiu a crença religiosa sob o pretexto de proibir as seitas.
Últimas notícias: Membros da Igreja de Deus Todo-Poderoso se refugiam na Coreia do Sul - Imagem
Últimas notícias: Membros da Igreja de Deus Todo-Poderoso se refugiam na Coreia do Sul
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong, citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Os relatórios também descrevem exaustivamente o crescimento da Igreja de Deus Todo-Poderoso na Coreia do Sul. Eles alegaram que lá, a igreja foi condenada como sendo uma "seita" e que o governo Coreano não deveria conceder o estatuto de refugiados aos cristãos da Igreja de Deus Todo-Poderoso. O professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR), comenta a respeito.
Últimas notícias: Como ver a conversão das religiões tradicionais para a Igreja de Deus Todo-Poderoso
Últimas notícias: Como ver a conversão das religiões tradicionais para a Igreja de Deus Todo-Poderoso
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong, citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Ao citar as acusações sem sentido, feitas por alguns dos pastores, de que a Igreja de Deus Todo-Poderoso foi responsável pela perda de membros de suas igrejas, os relatórios têm a intenção de incitar o público e os grupos religiosos a irem contra e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Sobre isso, o professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR), faz o seguinte comentário.
Últimas notícias: A Igreja de Deus Todo-Poderoso nunca proclama o
Últimas notícias: A Igreja de Deus Todo-Poderoso nunca proclama o "juízo final" – Massimo Introvigne
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong, citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Os relatórios atacaram e injuriaram a Igreja de Deus Todo-Poderoso com uma acusação fraudulenta de "proclamar o fim do mundo." Mas a ideia de Apocalipse foi criada pela Igreja de Deus Todo-Poderoso? Qual é a postura dela diante da ideia do Apocalipse? O professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR) comenta a respeito.
Últimas notícias: Xie Jiao – conceito manipulado para atacar a Igreja de Deus Todo-Poderoso em HK - Imagem
Últimas notícias: Xie Jiao – conceito manipulado para atacar a Igreja de Deus Todo-Poderoso em HK
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong , citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Nestes relatórios, "seita" é a palavra mais frequentemente mencionada. O Partido Comunista Chinês a utiliza para condenar a Igreja, o Prof. Massimo Introvigne, um sociólogo da Itália, fundador e diretor do centro de estudos sobre novas religiões, que participou de duas conferências acadêmicas internacionais antisseita realizadas pelo Partido Comunista Chinês, faz seus comentários neste episódio.
Últimas notícias: Mídia de HK ataca Igreja de Deus Todo-Poderoso, risco à liberdade religiosa em HK -- Imagem
Últimas notícias: Mídia de HK ataca Igreja de Deus Todo-Poderoso, risco à liberdade religiosa em HK
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Qual mensagem captamos do súbito ataque condenado pelo Partido Comunista Chinês contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso em Hong Kong? Qual será a situação da religião em Hong Kong? O professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR), comenta a respeito.
Últimas notícias: PCCh nunca abandona seu desejo de promulgar o artigo 23 da Lei básica de HK - Imagem
Últimas notícias: PCCh nunca abandona seu desejo de promulgar o artigo 23 da Lei básica de HK
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong, citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Um dos relatórios enfatiza que, embora residentes de Hong Kong tenham liberdade de crença religiosa, as seitas devem ser banidas. Alguns analistas apontam que isso está intimamente relacionado com o desejo do Partido Comunista Chinês de aprovar o artigo 23 da lei básica de Hong Kong. O professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR), comenta a respeito.
Notícia: A Igreja de Deus Todo-Poderoso é um teste de liberdade religiosa em Hong Kong - Imagem
Notícia: A Igreja de Deus Todo-Poderoso é um teste de liberdade religiosa em Hong Kong
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong, citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Embora o ataque contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso seja de autoria do Partido Comunista Chinês, o que outros grupos religiosos enfrentarão quando a perseguição da Igreja de Deus Todo-Poderoso comceçar formalmente em Hong Kong? O professor Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR), comenta a respeito.
Notícia: Planos do PCCh para não legitimar a Igreja de Deus Todo-Poderoso em HK – Massimo Introvigne - Imagem
Notícia: Planos do PCCh para não legitimar a Igreja de Deus Todo-Poderoso em HK – Massimo Introvigne
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong, citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Esses relatórios criticam o atual sistema de Hong Kong , para homologação de grupos da sociedade civil, sob alegação de que eles são muito simples e vagos, quando comparamos com o do período colonial britânico, quando os pedidos de registro das sociedades deveriam ser revistos pelo ramo especial do MI5. Foi com base nessa comparação que eles questionaram a legitimidade do registro da Igreja de Deus Todo-Poderoso em Hong Kong. O professor Massimo Introvigne, sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR), comenta a respeito.
Notícia: PCCh é o conspirador por trás das notícias falsas do homicídio no McDonalds de Zhaoyuan - Imagem
Notícia: PCCh é o conspirador por trás das notícias falsas do homicídio no McDonalds de Zhaoyuan
Nos dias 20 e 21 de novembro de 2017, em apenas dois dias, dezessete relatórios atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso foram exaustivamente publicados na Ta Kung Pao e Wen Wei Po, os porta-vozes dos órgãos de comunicação do Partido Comunista Chinês em Hong Kong , citando os boatos e mentiras logicamente fabricados pelo Partido Comunista Chinês para desacreditar e condenar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Novamente, o assassinato de 28 de maio de 2014, ocorrido no McDonalds de Zhaoyuan, província de Shandong, foi usado como uma ferramenta para atacar e caluniar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. O Prof. Massimo Introvigne, um sociólogo italiano, fundador e diretor executivo do centro de estudos sobre novas religiões (CESNUR) e que realizou um estudo aprofundado sobre o assassinato, dá explicações como segue.

Inscreva-se gratuitamente

Inscreva-se para receber o tema do evangelho da semana