Marcos 13:32 "ao dia e à hora, ninguém sabe" — Verdadeiro significado

13/05/2020
7 minutos a ler

Marcos 13:32 "ao dia e à hora, ninguém sabe" — Verdadeiro significado

Todos nós esperamos acolher a volta do Senhor. Hoje em dia, as quatro luas de sangue já apareceram; terremotos, fome, pragas e todo o tipo de outros desastres estão se tornando cada vez mais freqüentes. As profecias da volta de Jesus foram basicamente cumpridas. E há muitas pessoas que estão testemunhando publicamente online que o Senhor Jesus voltou. Mas muitos irmãos e irmãs estão confusos: “A Bíblia diz claramente: ‘Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai’ (Mateus 24:36). Como aqueles que testemunharam poderiam saber que o Senhor voltou? O Senhor voltou verdadeiramente? Como podemos acolher o Senhor?” Estas perguntas são importantes, pois dizem respeito a se podemos acolher o Senhor. Vamos explorá-las juntos.

Qual é o significado de “Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe”?

A Bíblia diz: “Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe.” Com base neste verso, alguns irmãos e irmãs acreditam que ninguém saberá quando o Senhor voltará. E assim, quando souberem da notícia sobre a segunda vinda do Senhor, não acreditam ou não a investigam. Se agirmos como eles, quando acolheremos a segunda vinda do Senhor? O Senhor Jesus profetizou: “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25:6). E há também uma profecia no livro do Apocalipse: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). Podemos aprender com estes versos que o Senhor baterá à porta dos nossos corações com as Suas palavras quando Ele voltar nos últimos dias, e que alguém gritará que o Noivo chegou. Como haverá alguém gritando que o Senhor chegou, então está claro que quando o Senhor voltar, Ele certamente nos avisará. Então, o nosso ponto de vista “ninguém saberá quando o Senhor voltar” não irá contradizer as palavras do Senhor Jesus? Se recusarmos investigar após ouvir alguém gritando que o Noivo chegou, então não estaríamos fechando as nossas portas para o Senhor?

Então como devemos entender o verso “Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe”? Vamos ler este verso juntamente com os versos anteriores. “Aprendei, pois, da figueira a sua parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, mesmo às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas se cumpram. Passará o céu e a terra, mas as Minhas palavras jamais passarão. Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai” (Mateus 24:32-36). Estes versos falam sobre o sinal da segunda vinda do Senhor, e “ele está próximo, mesmo às portas” significa que o Senhor virá em breve. A vontade de Deus é que vigiquemos e esperemos Seu retorno, porque a data e hora exata do retorno do Senhor são desconhecidas por qualquer um de nós. Portanto, “Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe” indica que ninguém sabe a hora e a data exata em que o Filho do homem descerá para trabalhar, mas isto não significa que ninguém saberá quando o Senhor voltar para aparecer e trabalhar(O Senhor Jesus já voltou e 5 profecias foram cumpridas). Vamos ler uma passagem das palavras de Deus para que possamos entender melhor este verso.

Deus diz: “Ao romper da aurora, sem que ninguém soubesse, Deus veio à terra e começou Sua vida na carne. As pessoas não tinham conhecimento desse momento. Talvez estivessem todos dormindo, talvez muitos que estavam atentamente acordados estivessem esperando, e talvez muitos estivessem orando silenciosamente para Deus no céu. No entanto, entre todas essas pessoas, ninguém sabia que Deus já havia chegado à terra.” “No início, quando Jesus ainda estava por realizar oficialmente Seu ministério, como os discípulos que O seguiam, às vezes Ele também participava de reuniões, cantava hinos, dava louvores e lia o Antigo Testamento no templo. Depois que Ele foi batizado e se levantou, o Espírito desceu oficialmente sobre Ele e começou a operar, revelando Sua identidade e o ministério que Ele deveria empreender. Antes disso, ninguém conhecia Sua identidade e, além de Maria, nem mesmo João sabia. Jesus tinha 29 anos de idade quando foi batizado. Depois de concluído Seu batismo, os céus abriram e uma voz disse: ‘Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo’. Assim que Jesus foi batizado, o Espírito Santo começou a dar testemunho Dele dessa maneira. Antes de ser batizado, aos 29 anos de idade, Ele havia levado a vida de uma pessoa comum, comendo quando deveria comer, dormindo e Se vestindo normalmente, e nada a respeito Dele era diferente das outras pessoas. Claro que isso era apenas para os olhos carnais do homem. […] A Bíblia não registra o que Ele fez antes de ser batizado porque Ele não fez essa obra antes de ser batizado. Ele era apenas um homem comum e representava um homem comum; antes de Jesus começar a realizar Seu ministério, Ele não era diferente das pessoas comuns, e os outros não conseguiam ver diferença alguma Nele. Foi somente depois de chegar aos 29 anos de idade que Jesus soube que Ele tinha vindo para completar um estágio da obra de Deus; antes, Ele Mesmo não sabia, pois a obra feita por Deus não era sobrenatural.

De acordo com estas palavras de Deus, podemos ver que ninguém sabe o momento em que Deus Se torna carne e desce à terra, nem mesmo o próprio Filho do homem, mas apenas o Espírito no céu sabe. É apenas quando Deus começar a fazer o Seu trabalho que o Espírito Santo testemunhará o trabalho de Deus encarnado e os seguidores de Deus espalharão o Seu evangelho, e assim a Sua identidade será gradualmente conhecida por todos. É justamente como quando Deus Jeová usou os profetas para proclamar a vinda do Messias, ninguém exceto Deus Jeová sabia como ou quando o Messias viria. No início, quando o Senhor Jesus Se tornou carne para fazer o Seu trabalho, Ele não sabia que Ele era o Messias que iria fazer a obra da redenção. Ele viveu uma vida normal na terra como uma pessoa comum antes de começar a fazer o Seu ministério, e por isso no início ninguém sabia que Ele era Cristo, o próprio Deus encarnado. No entanto, depois que o Senhor Jesus foi batizado, o Espírito Santo começou a testemunhar para Ele e o Senhor Jesus começou a promulgar o caminho do arrependimento do homem, fazer milagres, curar os doentes, e exorcizar os demônios, e depois disso algumas pessoas reconheceram que Ele era o Messias. Aqueles que primeiramente aceitaram o trabalho de redenção do Senhor Jesus, como Pedro, João e outros, começaram a espalhar o evangelho do Senhor onde quer que fossem. Desta maneira, mais e mais pessoas souberam da salvação do Senhor e o evangelho do Senhor Jesus tem passado de geração em geração até hoje, quando há muitos que acreditam no Senhor em todo o mundo(Como as pessoas saberão que o Senhor Jesus retornou?). Todos nós acreditávamos no Senhor ao ouvir outros pregando o evangelho da cruz. Assim como a Bíblia diz, “Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo” (Romanos 10:17). Da mesma forma, quando o Senhor volta para aparecer e fazer o Seu trabalho nos últimos dias, Ele avisará algumas pessoas sobre isto primeiro e depois fará com que eles espalhem as boas novas da Sua volta em todos os lugares. Assim, se apenas ficamos sentados esperando a morte, e nos recusarmos a investigar o trabalho de Deus nos últimos dias, então muito provavelmente não veremos a salvação de Deus. Isto é justamente como os fariseus e seus seguidores–aqueles crentes judeus–mantinham a idéia que “já que o Senhor Jesus não era chamado Messias e não nasceu num palácio real, Ele não era aquele Um que fora profetizado para vir,” então, apesar do Senhor Jesus ter falado muitas verdades para fornecer à vida do homem e feito muitos milagres, demonstrando inteiramente a autoridade e o poder de Deus, eles ainda se recusavam a investigar, e finalmente foram expostos e eliminados por Deus.

Quando ouvimos a notícia da volta do Senhor, Como podemos julgar se é verdadeira ou falsa?

Como podemos compreender se o que as outras pessoas pregam é o caminho certo?(Recomendado para Você: Entenda um princípio fundamental para diferenciar entre o verdadeiro Cristo e os falsos) Com respeito a esta questão, vamos lembrar como as pessoas naquela época reconheciam o Senhor Jesus como o Messias depois que o Senhor Jesus foi ressuscitado e subiu ao céu. Apesar de não terem visto o Senhor Jesus cara a cara ou O ouvido pregando com os próprios ouvidos, como os discípulos do Senhor Jesus Pedro e João haviam ouvido, passaram a acreditar no Senhor após ouvir outras pessoas pregando o que o Senhor Jesus havia feito, como trazer as pessoas de volta da morte, acalmar o vento e as ondas, e alimentar 5.000 pessoas com cinco pães e dois peixes e outros milagres semelhantes, e que Ele havia expressado muitas verdades para ensinar às pessoas que deviam confessar os seus pecados e arrepender-se, amar o Senhor com todo o seu coração e alma, amar o seu vizinho como a si mesmo, e carregar a cruz para segui-Lo, etc. Assim, eles viram que o trabalho do Senhor Jesus tinha autoridade e poder e não podia ser feito por uma pessoa e que as palavras do Senhor Jesus eram todas verdades que podiam mostrar-lhes o caminho da prática e era o que precisavam possuir para viver uma humanidade adequada. Nenhum ser humano poderia expressar tais palavras. E também sentiam que enquanto praticassem de acordo com as palavras do Senhor, teriam paz e alegria. Portanto, eles reconheceram o Senhor Jesus como Salvador e seguiram-No. Da mesma maneira, aceitamos a salvação do Senhor depois de confirmar que é o próprio Deus que expressou estas verdades e fez o trabalho, e que tudo o que Ele fez foi em nome da nossa salvação. Portanto, não é difícil entender se esta é a aparição e o trabalho do Senhor que retornou. A chave é ver se é o trabalho de salvar a humanidade e se as palavras que Ele expressa são verdades que podem salvar o homem, porque a aparição e o trabalho de Deus têm significado e são todos em nome da salvação do homem.

O Senhor Jesus disse algumas profecias sobre o trabalho que Ele fará quando Ele voltar: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). “Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:47-48). E a Bíblia registra: “Santifica-os na verdade, a Tua palavra é a verdade” (João 17:17). “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). Estes versos nos mostram que quando o Senhor voltar, Ele irá, de acordo com a nossa estatura, expressar mais e maiores verdades do que aquelas expressadas na Era da Graça. Ele julgará e nos purificará com as Suas palavras, permitindo que escapemos dos grilhões do pecado e sejamos purificados e mudados. Portanto, ao ouvirmos alguém compartilhando as notícias da volta do Senhor, não devemos rejeitá-las cegamente, mas procurar com o coração aberto e perguntar aos pregadores do evangelho qual o trabalho que o Senhor que voltou faz e as palavras que Ele expressa. Se o que eles pregam está de acordo com as profecias do Senhor, podemos confirmar que o Senhor realmente voltou para aparecer e fazer o trabalho, e então devemos aceitar e obedecer para podermos acolher o Senhor. Assim como as palavras de Deus: “Desde que Deus Se tornar carne, Ele levará adiante a obra que tem que fazer, e desde que Se torna carne, Ele expressará o que Ele é, e será capaz de trazer a verdade ao homem, conceder vida ao homem e mostrar à humanidade o caminho.” “Uma vez que estamos buscando as pegadas de Deus, cabe a nós buscar a vontade de Deus, as palavras de Deus, as declarações de Deus, pois onde há novas palavras de Deus, a voz de Deus está ali, e onde há os passos de Deus, os feitos de Deus estão ali. Onde quer que haja a expressão de Deus, ali, Deus aparece, e onde quer que Deus apareça, ali, existem o caminho, a verdade e a vida. Na busca pelas pegadas de Deus vocês ignoraram as palavras de que ‘Deus é o caminho, a verdade e a vida’. Assim, mesmo quando recebem a verdade, muitas pessoas não acreditam que tenham encontrado as pegadas de Deus e muito menos reconhecem a aparição de Deus. Que erro gravíssimo!

Somente a Igreja de Deus Todo-Poderoso agora está testemunhando que o Senhor voltou, e que Ele expressou muitas verdades e está fazendo o trabalho de julgamento e purificação. A maioria das palavras expressas por Deus Todo-Poderoso está registrada no livro, A Palavra manifesta em carne. Os irmãos e irmãs que leram este livro todos sabem que este livro é mais grosso do que a Bíblia, e que somente o seu índice tem mais de 10 páginas. Ele contém muitos capítulos, como: “O mistério da encarnação”, “A respeito da Bíblia”, “O propósito de gerenciar a humanidade”, “Você deve saber como toda a humanidade se desenvolveu até hoje”, “A obra de Deus e a obra do homem”, “Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade”, “Como conhecer o Deus na Terra”, “Restaurar a vida normal do homem e levá-lo a um destino maravilhoso”, “Sobre o destino”. As palavras de Deus Todo-Poderoso claramente explicam vários aspectos da verdade, como o mistério da encarnação de Deus, a história interna da Bíblia, o objetivo da gestão de seis mil anos da raça humana por Deus, a diferença entre o trabalho de Deus e o trabalho do homem, como Deus julga e purifica o homem, como Ele determina o fim e o destino de cada tipo de pessoa, como a humanidade deve conhecer Deus, e assim por diante. Todas estas verdades são mistérios a respeito do trabalho do próprio Deus, e não podem ser expressados por homem algum.

Então, qual é a tarefa mais urgente para nós agora? No capítulo 3, verso 20 da Revelação, diz: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). Quando ouvimos algumas pessoas testemunhar que o Senhor voltou para pronunciar palavras, devemos focar em ouvir a voz de Deus, buscar e ver se é a aparição e o trabalho de Deus e se estas palavras são as palavras ditas a todas as igrejas pelo Espírito Santo. Somente assim poderemos determinar se Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus que voltou. Enquanto tivermos um coração para buscar, Deus nos conduzirá para acolher o Senhor.

Por Xinjie

Tradutora: Marina Hennies

Veja Também:

Filme evangélico “Quem é Ele que voltou” Trecho 1 – Como diferenciar entre o verdadeiro Cristo e os falsos cristos 1

Estamos no último período dos últimos dias e as profecias bíblicas relativas ao retorno do Senhor já foram cumpridas. Porque as profecias bíblicas dizem que nos últimos dias haverá falsos cristos, e, assim, muitas pessoas fecham suas portas e se protegem. Mesmo que ouçam alguém testemunhando que o Senhor voltou, elas não vão procurar ou investigar, e, além disso, acreditam que qualquer forma de afirmação de que o Senhor retornou em carne é falsa e enganosa. De que maneira podemos ser como as virgens prudentes, que ouvem a voz de Deus e acolhem alegremente a volta do Senhor? Este curta-metragem permitirá que você entenda a verdade sobre a distinção entre o verdadeiro Cristo e os falsos cristos, para que você possa receber a volta do Senhor Jesus.


Olá, se você tiver dificuldades e confusão na sua fé, Bem-vindo ao participar de nosso grupo de reuniões para ouvir a pregação online gratuitamente e encontrar o caminho. Ou se comunicar conosco pelo WhatsApp +351 967 668 369, nossos representantes dedicados estão aqui para você gratuitamente.


Agora são os últimos dias. Os desastres ocorrem com frequência e tornam-se cada vez maiores. Estes são os avisos e lembretes de Deus para a humanidade. Se você tiver quaisquer outras dúvidas ou quer saber mais sobre a volta do Senhor Jesus, como acolher o Senhor para ser arrebatado antes dos desastres, etc., sinta-se livre para clicar no botão a seguir para entrar em contato conosco. Se você quiser, pode se juntar ao nosso grupo de estudo.