Você sabe que qual é o critério para entrar no reino dos céus?

03/11/2019
7 minutos a ler

Imagem de Você sabe que qual é o critério para entrar no reino dos céus?

No último encontro, o Pastor Ma falou sobre estes dois versículos: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada” (2 Timóteo 4:7-8). Ele disse: “Agora são os últimos dias, e as profecias do advento do Senhor estão basicamente sendo cumpridas. Então devemos continuar a trabalhar duro para o Senhor, sair mais por aí e esforçar-nos mais, e deste modo, seremos arrebatados ao reino do céu na aparição do Senhor. Lembro-me no passado quando não havia igrejas aqui, apenas alguns irmãos e irmãs que seguiam ao Senhor. Então, comecei a sair por aí espalhando o evangelho do Senhor. Não importava chuva, vento, ou neve, nada me impedia; algumas vezes eu até tinha tempo para colher os frutos. Alguns descrentes riam de mim, mas eu não me importava, porque sabia que o Senhor me aprovava, e que esse era o sofrimento que eu tinha que aguentar para entrar no reino do céu…” Ouvindo a comunicação do Pastor Ma, todos os irmãos e irmãs o olharam com admiração, e eu estava secretamente sentindo-me satisfeito comigo mesmo, pensando: “Desde que comecei a crer no Senhor, eu tenho feito meu maior sacrifício e esforço com Ele. Parece que minhas dificuldades não foram em vão.”

No entanto, o Irmão Zhen levantou dúvidas sobre o ponto de vista do Pastor Ma de que nós poderíamos entrar no reino do céu trabalhando duro. O Irmão Zhen disse: “Todos nós crentes no Senhor pensamos que se trabalhamos incansavelmente, seguindo o exemplo de Paulo pregando e esforçando-nos para o Senhor, seremos diretamente elevados ao reino do céu no retorno do Senhor. Praticar assim parece certo aos olhos do homem, e ninguém discorda, mas enquanto crentes no Senhor devemos buscar a verdade em tudo. Apesar de praticar desta forma conformar-se às concepções das pessoas, se conforma à vontade de Deus? Nós devemos saber que as palavras de Deus são princípios para nossas ações, e o padrão pelo qual todas as pessoas, coisas e questões são medidas. Se nós praticamos de acordo com as palavras de Deus, com certeza ganharemos a aprovação de Deus; se vamos contra Suas palavras e praticamos baseados em nossos próprios conceitos e fantasias, então definitivamente seremos detestados e rejeitados por Deus.”

Após ouvir a comunicação do Irmão Zhen, eu senti certa resistência no meu coração: “Enquanto o preço que paguei não é tão grande quanto o dos pastores ou anciãos, meus esforços e sacrifícios são aceitáveis. Na igreja, eu participei entusiasticamente em várias atividades e sacrifiquei muito. Penso que o que eu fiz está de acordo com a vontade de Deus”. Quando minha visão foi posta em dúvida, eu quase não conseguia aceitar isso; mas após refletir sobre sua comunicação, achei suas palavras razoáveis.

O irmão Zhen continuou comunicando: “O Senhor Jesus disse, ‘Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramemnte: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade’ (Mateus 7:21-23). A partir das palavras do Senhor, podemos ver que o Senhor Jesus somente disse ‘mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.’ Ele não disse que todos os que trabalham duro para Ele serão abençoados e entrarão no reino do céu. Pense no tempo em que os fariseus viajaram por terras e mares para espalhar o evangelho, labutando e sacrificando. Consideraram seu trabalho duro para Deus como um capital, fazendo as pessoas adorarem e os seguirem. Quando o Senhor Jesus veio realizar Sua obra, eles viram que muitas pessoas judaicas seguiram ao Senhor Jesus. Com medo de que perderiam seu status e estilo de vida, eles resistiram e condenaram ao Senhor Jesus fanaticamente, e finalmente conspiraram com o governo romano para pregá-lo na cruz. Então não importa o quão duro eles trabalharam para Deus, eles ainda assim resistiram furiosamente a Deus e fizeram muito mal. Como eles poderiam entrar no reino do céu? Olhemos para as pessoas de cada denominação e seita hoje. Muitas podem sofrer, pagar o preço, e trabalhar incansavelmente para o Senhor, mas elas nunca colocam as palavras do Senhor em prática, nem exaltam ou testemunham a Deus durante seu trabalho ou pregação. Ao invés disso, frequentemente exaltam a si mesmas para fazer com que os outros as admirem e sigam. Tudo que elas fazem é para manter sua posição e salário, e muito mais para entrar no reino do céu. Tal tipo de sacrifício não é nada mais do que fazer um trato com Deus. Então como elas podem ser aquelas que fazem a vontade de Deus? É claro que não podemos entrar no reino do céu somente através do trabalho duro, e esse trabalho duro não é o critério para entrar no reino do céu.”

Quando escutávamos atentamente, o Pastor Ma perguntou com um olhar desafiador: “Então você pode nos dizer o que significa fazer a vontade de Deus?” O Irmão Zhen respondeu pacificamente: “Fazer a vontade de Deus significa que as pessoas obedecem a obra de Deus, respeitam a prática da palavra de Deus e a obediência a Ele acima de todas as coisas. Elas podem seguir os mandamentos de Deus, trabalhar para o Senhor como é exigido por Deus, e verdadeiramente não o fazem por uma recompensa ou louros, mas por praticar a verdade, obedecendo a Deus e O amando. Essas pessoas são as que fazem a vontade de Deus. O Senhor Jesus uma vez nos ensinou: ‘Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento’ (Mateus 22:37-38). Esta é a exigência do Senhor para nós. Quando abandonamos nossas coisas e nos esforçamos para o Senhor, se podemos colocar as palavras de Deus em prática, amando a Deus e satisfazendo-O com todo nosso coração e alma, então isto é fazer a vontade de Deus. Mas se não praticamos as palavras do Senhor e Seus mandamentos, certamente não somos aqueles que fazem a vontade de Deus. Todos sabemos que Pedro desistiu de tudo pelo trabalho para o Senhor. Ele podia se dedicar sinceramente ao Senhor, então o Senhor Jesus confiou a ele uma responsabilidade pesada de pastorear as igrejas. A partir das cartas de Pedro, podemos ver que ele nunca testemunhou como ele sacrificou ou se esforçou para o Senhor, ou quanto trabalho ele fez, mas ao invés disso, ele sempre testemunhou a redenção, amor e salvação para o homem realizados pelo Senhor Jesus. Além disso, não importa o tipo de dificuldade, doença, perseguição ou tribulação que ele enfrentou, ele nunca esqueceu as instruções do Senhor, mas pastoreou as igrejas com todo seu coração e mente. No final, ele foi pregado de ponta cabeça em uma cruz, e foi capaz de amar a Deus ao máximo e obedecê-Lo até a morte. Podemos ver que Pedro foi um homem que obedeceu à vontade de Deus e se qualificou para entrar no reino do céu.”

O Pastor Ma ia começar a abrir a boca para falar, quando o Irmão Zhen agregou: “Pastor Ma, se nós crentes e seguidores do Senhor podemos entrar no reino do céu, isso deve ser baseado nas palavras do Senhor, ‘Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.’ O Senhor Jesus disse que somente fazendo a vontade do Pai celestial é que alguém pode entrar no céu, então somente praticando Suas palavras podemos entrar no reino do céu, pois o Senhor disse, ‘Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim’ (João 14:6). Cristo é a verdade, a porta para o reino do céu, que ninguém pode contornar. Somente praticando as palavras de Deus e seguindo Seu caminho é que podemos entrar no reino do céu. Contudo, as palavras de Paulo, ‘Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada” (2 Timóteo 4:7-8), não são o padrão para entrar no reino do céu. Paulo era somente um apóstolo pregando o evangelho, uma pessoa corrupta como nós. Se suas palavras estão de acordo com a verdade e as palavras do Senhor, então podemos colocá-las em prática; de outra forma, não devemos fazê-lo. Não está correto isso?” O Pastor Ma se sentiu incômodo após ouvir a comunicação do Irmão Zhen, e gotas de suor pingavam de seu rosto.

Refletindo sobre as palavras do Irmão Zhen, eu mergulhei profundamente nos meus pensamentos: “O que o Irmão comunicou é razoável. Eu sempre quero entrar no reino do céu e ganhar a recompensa por sacrificar e esforçar-me; não estou seguindo o exemplo de Paulo? Este tipo de esforço não será aprovado por Deus. Trabalhar duro para o Senhor Jesus não quer dizer fazer a vontade de Deus, e não é critério para entrar no reino do céu. Somente praticando as palavras de Deus, amando a Deus e obedecendo-O com todo nosso coração e mente é que podemos seguir Seu caminho e Sua vontade, e somente este é o critério para entrar no reino do céu.” Graças a Deus por Sua iluminação e orientação.

Agora são os últimos dias. Os desastres ocorrem com frequência e tornam-se cada vez maiores. Estes são os avisos e lembretes de Deus para a humanidade. Se você tiver quaisquer outras dúvidas ou quer saber mais sobre a volta do Senhor Jesus, como acolher o Senhor para ser arrebatado antes dos desastres, etc., sinta-se livre para clicar no botão a seguir para entrar em contato conosco. Se você quiser, pode se juntar ao nosso grupo de estudo.
Converse conosco no WhatsApp

Inscreva-se gratuitamente

Inscreva-se para receber o tema do evangelho da semana