Podemos entrar no reino dos céus se cometermos pecados com frequência? Como podemos nos livrar do pecado?

26/10/2020
7 minutos a ler

Podemos entrar no reino dos céus se cometermos pecados com frequência? Como podemos nos livrar do pecado?

P: Podemos entrar no reino dos céus se cometermos pecados com frequência?

Existem alguns irmãos e irmãs que pensam: “A oferta pelo pecado do Senhor Jesus é válida para sempre. Não importa o pecado que cometamos, contanto, que confessemos e nos arrependamos ao Senhor, então podemos obter o perdão do Senhor, e finalmente, entraremos no reino dos céus”. Mas essa visão é realmente correta? Existe uma base para essa visão nas palavras de Deus? De acordo com essa visão, parece que, uma vez que cremos no Senhor, não há nada com que se preocupar, não importa como podemos pecar, pois o Senhor sempre nos perdoará e a oferta pelo pecado do Senhor Jesus, é válida para sempre. Se isso for verdade, como os versículos a seguir podem ser explicados? “Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários” (Hebreus 10:26-27). Além disso, é mencionado no Apocalipse: “Eis que cedo venho e está Comigo a Minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra” (Apocalipse 22:12). Quando o Senhor retornar, Ele recompensará os bons e punirá os maus, dependendo das ações e do comportamento de cada indivíduo. O Senhor Jesus também profetizou que Ele virá nos últimos dias para separar as ovelhas dos bodes, o trigo do joio e os bons servos dos maus, e se iremos para o céu ou para o inferno, a nossa crença em Deus, está diretamente ligada ao fato de praticarmos ou não, as palavras do Senhor, e de seguirmos o caminho do Senhor. De acordo com nossos pontos de vista, no entanto, parece que estamos dizendo que o Senhor nos perdoará, quer sigamos Seu caminho ou não, independentemente dos pecados que cometemos. Isso não seria as palavras do Senhor Jesus “para retribuir a cada um segundo a sua obra” sem significado? Por se apegarem a esse tipo de visão, muitos irmãos e irmãs não prestam atenção em colocar as palavras do Senhor em prática ou seguir os mandamentos do Senhor. Eles se tornam cada vez mais degenerados, cada vez mais evitam o Senhor e vivem em um estado de pecado e confissão do qual não podem escapar. Está de acordo com a vontade de Deus seguir esse caminho? Deus diz: “Sereis pois santos, porque Eu sou santo” (Levítico 11:45). “Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. Ora, o escravo não fica para sempre na casa; o filho fica para sempre” (João 8:34-35). A Bíblia também diz: “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira” (Apocalipse 22:15). “Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus” (Efésios 5:5). Nós podemos entender com isso, que Deus é santo e que Seu caráter justo não tolera ofensas. Se nós nunca pudermos nos livrar das amarras do pecado, e freqüentemente cometermos pecado conscientemente, então Deus irá nos detestar e rejeitar por pecar e resistir a Ele. Para sempre seremos incapazes de entrar no reino dos céus.


Recomendado para você:

Testemunho da Vida da Igreja “O julgamento é a chave para o reino dos céus”


O Senhor Jesus nos perdoou nossos pecados, mas o que exatamente significa “pecados” aqui? Significa principalmente, atos pecaminosos que violam as leis, e os mandamentos de Deus, e que vão contra as palavras de Deus. Foi exatamente porque as pessoas, eram capazes de violar as leis e mandamentos de Deus, e de serem condenadas e punidas pelas leis, que o Senhor Jesus veio realizar a obra de redenção, e foi crucificado por toda a humanidade, levando sobre Si todos os nossos pecados. Depois disso, contanto que alguém orasse em nome do Senhor Jesus, confessasse e se arrependesse, seus pecados eram perdoados e eles não estavam mais sujeitos à condenação e punição das leis. Deus também não consideraria mais, essa pessoa como um pecador, e eles seriam capazes de orar e chamar a Deus diretamente, e desfrutar da generosa graça e bênçãos de Deus. Esta foi a salvação que as pessoas ganharam durante a Era da Graça. Assim como as palavras de Deus dizem: “Na época, a obra de Jesus foi para redimir toda a humanidade. Os pecados de todos que acreditavam Nele foram perdoados; contanto que você acreditasse Nele, Ele o redimiria; se você acreditasse Nele, não era mais um pecador e estava livre de seus pecados. É isso o que significava ser salvo e ser justificado pela fé. No entanto, naqueles que acreditavam ainda restava o que era rebelde e se opunha a Deus e que ainda precisava ser removido lentamente. A salvação não significava que o homem havia sido completamente ganho por Jesus, mas sim que o homem não era mais do pecado, que ele havia sido perdoado de seus pecados: se você acreditasse, nunca mais seria do pecado”. “Embora o homem possa ter sido redimido e perdoado de seus pecados, isso só pode ser considerado como Deus não Se lembrar das transgressões do homem e não tratar o homem de acordo com as suas transgressões. No entanto, quando o homem, que vive num corpo de carne, não foi liberto do pecado, ele só pode continuar pecando, revelando infinitamente o caráter satânico corrupto. Essa é a vida que o homem leva, um ciclo interminável de pecar e ser perdoado. A maioria da humanidade peca de dia apenas para confessar à noite. Desse modo, embora a oferta pelo pecado seja para sempre efetiva para o homem, ela não será capaz de salvar o homem do pecado. Apenas metade da obra da salvação já foi concluída, pois o homem ainda tem caráter corrupto.

Nós podemos entender a partir desta passagem, que a obra que o Senhor Jesus fez na Era da Graça, foi a obra de redenção que apenas perdoou os pecados do homem que violavam as leis, e não o absolveu de sua natureza pecaminosa interior. Sob o controle de nossa natureza satânica e pecaminosa, somos preenchidos com todos os tipos de caracteres satânicos, como arrogância, vaidade, desonestidade, engano, egoísmo e ignobilidade. Todas as coisas que desfrutamos e vivemos são coisas que se opõem a Deus, e nenhuma delas é compatível com Deus. Veja nosso caráter interior egoísta e desprezível, por exemplo. Quando falamos e agimos, só o fazemos considerando e fazendo planos para nossos próprios interesses, e até mesmo sofremos e nos gastamos em nossa fé em Deus, apenas para obter bênçãos. Quando tudo está confortável e fácil em nosso ambiente, e tudo está bem em casa, agradecemos a Deus, mas no momento em que somos atingidos por uma doença ou adversidade, passamos a culpar a Deus, e algumas pessoas podem até chegar a abandonar Deus. Em nossas interações com os outros, vivemos com os nossos caracteres arrogantes, e sempre queremos que outros ouçam o que temos a dizer, mas quando os outros não nos ouvem, ficamos com raiva e os reprovamos. Por termos uma natureza maliciosa, ficamos com ciúmes quando vemos alguém melhor do que nós, e podemos até excluí-los e atacá-los. Estes são apenas alguns exemplos. É evidente que nossos caracteres satânicos internos, como arrogância, vaidade, egoísmo, ganância, perversidade e engano são coisas mais profundas e mais arraigadas do que o pecado, e são a causa da raiz, de nós cometemos pecados e resistimos a Deus. Se esses caracteres satânicos corruptos, não forem resolvidos, então seremos capazes de pecar freqüentemente, resistir a Deus e traí-Lo até que finalmente não seremos capazes de entrar no reino celestial. Assim como a Bíblia diz: “Porque o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23).


Veja também:

Deus redimiu a humanidade na Era da Graça, então por que Ele ainda precisa fazer a obra de julgamento nos últimos dias?


P: Como podemos nos livrar do pecado?

Em relação a esta questão, vamos dar uma olhada em alguns versículos da Bíblia: “Assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação” (Hebreus 9:28). “Que pelo poder de Deus sois guardados, mediante a fé, para a salvação que está preparada para se revelar no último tempo” (1 Pedro 1:5). Podemos ver nesses versículos, que Deus preparou para nós Sua salvação nos últimos dias, para que pudéssemos nos livrar do pecado, e que essa salvação nos últimos dias, é a salvação crucial que resolverá nossa natureza pecaminosa. Então, o que é essa salvação nos últimos dias? O Senhor Jesus uma vez profetizou: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). “E, se alguém ouvir as Minhas palavras, e não as guardar, Eu não o julgo; pois Eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:47-48). E 1 Pedro 4:17 diz: “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). As palavras de Deus dizem: “Os pecados do homem podiam ser perdoados através da oferta pelo pecado, mas quanto a como exatamente se pode fazer o homem não pecar mais, e como sua natureza pecaminosa pode ser extirpada completamente e transformada, ele não tem como resolver esse problema. Os pecados do homem foram perdoados, e isso foi por causa da obra da crucificação de Deus, mas o homem continuou a viver no seu caráter satânico corrupto antigo. Sendo assim, o homem deve ser completamente salvo de seu caráter satânico corrupto para que a natureza pecaminosa do homem seja completamente extirpada para nunca mais se desenvolver, permitindo, assim, que o caráter do homem seja transformado. Isso requer que o homem entenda a senda do crescimento na vida, entenda o caminho da vida e entenda o caminho para mudar seu caráter. Além disso, requer que o homem aja de acordo com essa senda, para que o caráter do homem possa ser mudado paulatinamente e que ele possa viver sob o brilho da luz, para que tudo o que ele faça esteja de acordo com a vontade de Deus, para que ele possa eliminar o seu caráter satânico corrupto e para que possa libertar-se da influência das trevas de Satanás, emergindo, assim, completamente do pecado. Só então o homem receberá a salvação completa”. “Por meio dessa obra de julgamento e castigo, o homem conhecerá por completo a substância imunda e corrupta dentro de si mesmo, e ele poderá mudar completamente e se tornar limpo. Só assim o homem pode se tornar digno de retornar diante do trono de Deus. Toda a obra feita neste dia é para que o homem possa ser limpo e mudado; através do julgamento e castigo pela palavra, bem como por meio do refinamento, o homem pode remover sua corrupção e ser purificado. Em vez de considerar este estágio da obra como sendo o da salvação, seria mais apropriado dizer que é a obra de purificação. Na verdade, este estágio é o da conquista, assim como o segundo estágio na obra da salvação. É através do julgamento e castigo pela palavra que o homem chega a ser ganho por Deus; e é através do uso da palavra para refinar, julgar e revelar, que todas as impurezas, noções, motivos e aspirações individuais dentro do coração do homem são reveladas por completo.” As palavras de Deus falam muito claramente. Para nos capacitar a livrar-nos das amarras de nossa natureza satânica, de uma vez por todas, Deus lançará uma etapa da obra nos últimos dias, para julgar e purificar o homem. Ele expressará muitos aspectos da verdade para expor os nossos caracteres corruptos escondidos dentro de nós, para que possamos conhecer nossa natureza satânica, e assim, odiar nossos caracteres corruptos, praticarmos de acordo com as palavras de Deus e gradualmente alcançarmos a mudança. Quando isso acontecer, passamos a ter discernimento dessas coisas injustas, e aprendemos o que agrada a Deus, e o que causa repugnância a Deus; chegamos a ter o verdadeiro conhecimento de Deus, nossa natureza satânica, não é mais capaz de nos controlar, nossos caracteres internos corruptos são, suplantadas pela verdade, nós nos tornamos capazes de viver pelas palavras de Deus, não mais nos rebelamos ou resistimos a Deus, e nos tornamos capazes de realmente nos submeter e reverenciar a Deus. Esses são os efeitos alcançados em nós por Deus, realizando Sua obra de julgamento nos últimos dias. Por exemplo, quando uma criança comete um erro, os pais da criança vão querer retificar o erro. Portanto, eles precisarão falar muito com a criança, e às vezes, até mesmo falar severamente para castigar e disciplinar a criança. Seu objetivo final ao fazer isso sempre será tornar a criança ciente de seu erro, e o que ela deve fazer para evitar cometer esse erro novamente, e assim por diante. É assim também que é a obra de Deus nos últimos dias. Ao expressar mais palavras para julgar e purificar o homem, Deus salva o homem da influência de Satanás de uma vez por todas e torna o homem de uma pessoa segundo Seu próprio coração, e no final essas pessoas serão conduzidas ao reino de Deus e chegarão ao belo destino que Deus preparou para o homem.

Algumas pessoas podem perguntar: “Nossa natureza satânica só pode ser resolvida por meio da obra de julgamento nos últimos dias? Não podemos resolver nossa natureza satânica sofrendo, pagando um preço, exercendo autodomínio e restringindo nossa própria vontade?” Claro que não podemos. Se não fosse, Deus expressando a verdade para julgar e expor nossa natureza e substância, nenhum de nós seria capaz , de realmente saber a causa da raiz, de porquê resistimos a Deus, e nenhum de nós seria capaz de arrancar nossos caracteres satânicos. Ao longo da história, muitos apóstolos pagaram um preço muito alto e exerceram autocontrole, tudo na esperança de se livrar das amarras e restrições do pecado e transcender a carne. Mas quem entre eles foi capaz de derrotar sua natureza satânica parar de pecar e se tornar verdadeiramente obediente a Deus? Até Paulo disse: “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?” (Romanos 7:23-24). “Com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está. Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim” (Romanos 7:18-20). É claro que, ao realizar a obra de redenção, o Senhor Jesus estava pavimentando o caminho para a obra de julgamento e purificação nos últimos dias. Só Deus, ao fazer a obra de julgamento nos últimos dias, é capaz de expurgar nossa natureza pecaminosa e nos limpar de nossos pecados para que não cometamos mais pecados, é por isso que o Senhor Jesus prometeu voltar nos últimos dias, para fazer a obra de julgamento. Devemos aceitar e experimentar o julgamento, as provas e o refinamento de Deus, pois somente assim nossa natureza satânica será extirpada de uma vez por todas, nossos caracteres corruptos serão limpos e transformados viveremos uma verdadeira semelhança humana, viremos para verdadeiramente reverenciar e obedecer a Deus, seremos capazes de levar em consideração a vontade de Deus, amar e satisfazer a Deus. Este é o único caminho para nos livrar do pecado e obter a salvação de Deus.

Em relação ao julgamento de Deus nos últimos dias, o livro de Apocalipse menciona: “E vi outro anjo voando pelo meio do céu, e tinha um evangelho eterno para proclamar aos que habitam sobre a terra e a toda nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-Lhe glória; porque é chegada a hora do Seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Apocalipse 14:6-7). A obra de julgamento de Deus nos últimos dias, é o evangelho eterno concedido a nós por Deus. Este “evangelho eterno” é o evangelho de Deus vindo nos últimos dias, para purificar e salvar totalmente a humanidade; é o evangelho que põe fim a toda a era. Então, quando você ouvir alguém pregando o evangelho da obra do julgamento nos últimos dias, o que você escolherá fazer?


Veja também:

1-Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade

2-Conheces a importância do julgamento de Deus sobre os homens para a nossa salvação?

3-O Salvador já retornou nos últimos dias

Estudo sobre pecado
Enfrentando todos os tipos de dificuldades e pressões na vida, como devemos confiar em Deus para obter fé e força de Deus? Clique para se juntar ao nosso grupo de reunião para encontrar o caminho.