Louvor e Adoração 2020 "Somente quem reverencia Deus é feliz"

746 20/02/2020

I
Houve uma vez um homem justo chamado Jó,
que sempre temeu a Deus e evitou o mal.
Deus elogiou seus atos, lembrados pelo homem. A vida de Jó tinha sentido e valor.
Deus abençoou Jó, mas Satanás o tentou, e Deus o pôs à prova.
Ao testemunhar por Deus, a quem temia,
mereceu ser chamado de um homem justo.
Apesar do que Jó havia passado, teve uma vida sem dor, uma vida feliz.
Jó era feliz não só porque Deus o abençoou e o elogiou,
mas também por suas buscas, porque ele buscou reverenciar a Deus.

II
Nas décadas após Jó ter sido provado, sua vida teve mais sentido.
Ele buscou a crença, o reconhecimento e a submissão à soberania de Deus.
Essa busca marcou os momentos vitais da sua vida.
Ele viveu seus últimos anos em paz e recebeu o fim com felicidade.
Apesar do que Jó havia passado, teve uma vida sem dor, uma vida feliz.
Jó era feliz não só porque Deus o abençoou e o elogiou,
mas também por suas buscas, porque ele buscou reverenciar a Deus.
Ao buscar temer a Deus e evitar o mal, Jó descobriu a soberania de Deus.
E, com isso, percebeu quão maravilhosos eram os atos do Criador.
Jó era feliz por se associar a Deus, O conhecia de verdade e se entendia com Deus.
Jó era feliz não só porque Deus o abençoou e o elogiou,
mas também por suas buscas, porque ele buscou reverenciar a Deus.
Jó era feliz por causa do conforto e da alegria de conhecer a vontade do Criador,
porque ele viu quão grande, maravilhoso, amável e fiel é Deus.

de Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos