Qual é o significado da redenção de Jesus Cristo?

A obra de redenção do Jesus Cristo perdoou os pecados que cometemos, mas por que ainda pecamos a Deus com frequência? Qual é o verdadeiro significado da redenção?

A menção à “redenção de Jesus” sempre nos enche de gratidão ao Senhor. Dois mil anos atrás, a fim de nos remir das mãos de Satanás, o Senhor Jesus foi crucificado e sacrificado pelos pecados da humanidade, perdoando assim todos os nossos pecados. Quando pecamos, contanto que nos arrependamos e confessemos nossos pecados ao Senhor, nossos pecados são perdoados, e nós desfrutamos paz e alegria. Recentemente, porém, alguns irmãos e irmãs têm sido confundidos: Mesmo que nossos pecados tenham sido perdoados pelo Senhor, jamais fomos capazes de escapar da escravidão do pecado, mentimos e enganamos com frequência, estamos presos num ciclo de pecar e confessar e não conseguimos guardar os ensinamentos do Senhor. A Bíblia nos diz claramente: “Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados” (Hebreus 10:26). Sabemos claramente que podemos pecar involuntariamente mesmo sabendo que nossas ações são contrárias à vontade de Deus e que, se apenas nos arrependermos sem mudar, o sacrifício por nossos pecados é inútil. Assim sendo, podemos realmente ser arrebatados diretamente para o reino dos céus quando o Senhor vier? Mas existem também alguns irmãos e irmãs que acreditam que, apesar de pecarmos com frequência, o Senhor perdoou nossos pecados e não nos vê como pecadores e que, quando o Senhor retornar, nós seremos arrebatados para o reino dos céus! Então, seremos arrebatados para o reino dos céus? Exploremos juntos essa questão.

Irmãos e irmãs, em primeiro lugar, precisamos saber que é verdade que o Senhor Jesus perdoou nossos pecados, mas o Senhor Jesus disse: “Se as pessoas são perdoadas, elas podem entrar no reino dos céus”? O Espírito Santo testemunhou isso? Se não for o caso, então essa visão não está em linha com a verdade, tampouco está na mente de Deus, mas provém da imaginação da mente humana. A Bíblia nos diz que Deus Jeová disse: “Sereis pois santos, porque eu sou santo” (Levítico 11:45). O Senhor Jesus disse: “Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. Ora, o escravo não fica para sempre na casa; o filho fica para sempre” (João 8:34-35). Deus é santo e justo e não permite que pessoas poluídas e corruptas existam em Seu reino, assim Deus exige que nós escapemos do pecado e nos tornemos puros. Apenas se formos purificados podemos entrar no reino dos céus. Como pessoas como nós que pecam e resistem a Deus constantemente poderiam entrar no reino dos céus?
 

Filme evangélico "Abençoados são os pobres em espírito" Trecho 2 – Os salvos podem entrar no reino dos céus?

Diante disso, alguns irmãos e irmãs talvez perguntem: o Senhor Jesus perdoou nossos pecados e não nos vê como pecadores, mas se não pudermos entrar no reino dos céus, qual é o significado da obra de redenção do Senhor Jesus? As palavras de Deus sobre esse tema respondem à pergunta claramente. Vejamos: “Na época, a obra de Jesus foi a redenção de toda a humanidade. Os pecados de todos que acreditavam Nele foram perdoados; contanto que você acreditasse Nele, Ele o redimiria; se você acreditasse Nele, não era mais pecador e estava aliviado de seus pecados. É isso que significava ser salvo e ser justificado pela fé. No entanto, naqueles que acreditavam ainda restava o que era rebelde e se opunha a Deus e o que ainda precisava ser removido lentamente. A salvação não significava que o homem havia sido completamente ganho por Jesus, mas sim que o homem não era mais do pecado, que ele havia sido perdoado de seus pecados: se você acreditasse, nunca mais seria do pecado” (de “A visão da obra de Deus (2)”). “Antes de o homem ser redimido, muitos dos venenos de Satanás já estavam plantados dentro dele e, depois de milhares de anos de ser corrompido por Satanás, o homem já tem dentro de si uma natureza estabelecida que resiste a Deus. Portanto, quando o homem foi redimido, isso não é nada mais do que um caso de redenção, na qual o homem é comprado por um alto preço, mas a natureza venenosa dentro dele não foi eliminada. O homem que é contaminado assim deve sofrer uma mudança antes de ser digno de servir a Deus. […] Embora o homem possa ter sido redimido e perdoado de seus pecados, isso só pode ser considerado como Deus não Se lembrar das transgressões do homem e não tratar o homem de acordo com as suas transgressões. No entanto, quando o homem, que vive num corpo de carne, não foi liberto do pecado, ele só pode continuar pecando, revelando infinitamente o caráter satânico corrupto. Essa é a vida que o homem leva, um ciclo interminável de pecar e ser perdoado. A maioria dos homens peca de dia apenas para confessar à noite. Desse modo, mesmo que a oferta pelo pecado seja para sempre efetiva para o homem, ela não será capaz de salvar o homem do pecado. Apenas metade da obra da salvação já foi concluída, pois o homem ainda tem caráter corrupto” (de“O mistério da encarnação (4)”).

Essas duas passagens das palavras de Deus deixam os resultados da obra de redenção do Senhor Jesus muito claros. Na Era da Graça, a obra de redenção do Senhor Jesus perdoou os pecados que cometemos, mas esses pecados se referem primariamente a violações das leis e dos mandamentos de Deus. Nós aceitamos a redenção do Senhor Jesus, e o Senhor não nos tratou mais como pecadores. Quando pecávamos, podíamos simplesmente orar no nome do Senhor Jesus e confessar e nos arrepender ao Senhor, e nossos pecados eram perdoados, e já não éramos mais condenados ou punidos segundo a lei. Esse é o significado verdadeiro da obra de redenção do Senhor Jesus. Mas o Senhor Jesus apenas perdoou os nossos pecados. O Senhor não perdoou nossos caracteres satânicos como arrogância, egoísmo, enganação e maldade. Enquanto nosso caráter satânico de resistir a Deus permanecer irresolvido, continuaremos capazes de pecar contra Deus e de cometer pecados ainda maiores do que violar a lei. Quando pregamos e trabalhamos, por exemplo, nós nos exibimos com frequência e contamos aos nossos irmãos e irmãs o quanto sofremos e pagamos ao Senhor para fazer com que eles nos adorem, nos admirem e venham diante de nós mesmos. Ou, mesmo quando servimos ao Senhor com nossos colaboradores, também lutamos, brigamos e temos inveja dos outros por causa de fama e status e até atacamos e excluímos outros. Ou quando estamos doentes, ou quando nossa família está em perigo, ou quando as coisas não acontecem de acordo com as nossas noções de como deveriam acontecer, podemos nos rebelar e resistir a Deus e até mesmo negar e trair a Deus. Apesar de crermos em Deus e O seguirmos nominalmente, quando nos deparamos com dificuldades, não buscamos respostas nas palavras do Senhor nem seguimos as exigências do Senhor, mas ouvimos e obedecemos a pessoas e não temos lugar para Deus no nosso coração. Fazemos muitas coisas desse tipo. Pessoas como nós só foram remidas pelo Senhor Jesus, mas a nossa natureza satânica ainda está enraizada em nós. Como aqueles que nunca escapam do pecado podem ser qualificados para serem arrebatados diretamente pelo Senhor e entrarem no reino dos céus? Podemos ver que a obra de redenção do Senhor Jesus perdoa nossos pecados, mas ainda pecamos e resistimos a Deus com frequência, não somos purificados e ainda não podemos entrar no reino dos céus.

Agora entendemos o significado real da “redenção de Jesus” e podemos ver que, para ser salva e entrar no reino dos céus, a humanidade também precisa ser completamente transformada e purificada pelo próximo estágio da obra de Deus. A Bíblia diz: “Assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação” (Hebreus 9:28). “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). O Senhor Jesus disse: “Quem me rejeita, e não recebe as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:48). “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). As palavras do Senhor Jesus são muito claras. Visto que a estatura espiritual das pessoas na Era da Graça era pequena demais, o Senhor Jesus não lhes deu todas as verdades necessárias para salvar completamente a humanidade corrupta. Nos últimos dias, o Senhor Jesus retornará para expressar e dizer novas palavras e fazer com que a obra do julgamento e castigo remova completamente a nossa pecaminosidade e nos liberte da escravidão do pecado para que possamos ser levados para o reino dos céus pelo Senhor e desfrutar das bênçãos de Deus.

Através da comunhão acima, entendemos que aceitar a obra de redenção do Senhor Jesus apenas perdoa nossos pecados e que precisamos também experimentar o julgamento de Deus nos últimos dias para escapar completamente da escravidão do pecado e entrar no reino dos céus. Assim, como devemos saudar o retorno do Senhor, e como devemos tratar a obra de Deus nos últimos dias? Recomendo a página do evangelho O Senhor retornou, para que possamos continuar a buscar e investigar esse aspecto da verdade.

 

Por Xiaomo

Leia mais:
1-Aqueles que ganharam a salvação pela fé podem entrar no reino dos céus?
2-A diferença entre ser salvo e alcançar salvação plena
3-Ainda vivemos em pecado e podemos entrar no reino dos céus?
4-Qual é o verdadeiro significado da salvação na Bíblia?
5-O que é salvação?
6-O que é o julgamento de Deus nos últimos dias?
7-Por que Deus realiza a obra de julgamento nos últimos dias?

Recomendado para você:
 

Filme evangélico "Cântico da vitória" Trecho 6 – O caminho que leva à purificação e à salvação
​​​​​​​Como a obra de julgamento de Deus nos últimos dias purifica e salva o homem? Como somos submetidos ao julgamento e ao castigo de Deus para que possamos obter a verdade, a vida e nos tornar dignos da salvação e entrar no reino dos céus? Este vídeo lhe contará as respostas, e o direcionará ao caminho para entrar no reino dos céus.

Comentários