Experiência da vida cristã: Apenas Deus é digno de ser seguido (I)

Por Xinxin, Japão

O coração partido dos trabalhadores

No começo da primavera no Japão, o clima pode ficar frio novamente depois de esquentar subitamente. Naquele dia, embora fosse quase meio-dia, o clima ainda estava meio frio. Havia alguns pedestres na rua, então, se comparado com a rua tranquila onde estava o restaurante tipo chinês, ela era particularmente barulhenta.

Na cozinha, mais de uma dúzia de trabalhadores da China estavam ocupados. Os sons dos legumes sendo cortados, comida sendo frita e pratos sendo lavados se misturavam aos gritos dos clientes vindo da sala de refeições. Diferentes tipos de sons enchiam o ar, então parecia que todos estavam muito ocupados, e a atmosfera estava muito tensa no restaurante.

“Você é burro? Não consegue fazer nem um simples trabalho direito. Se não pegar o jeito da coisa, vai pro olho da rua”.

“E você. Está fritando os bolinhos muito devagar. Não ouviu o cliente dizer que não pode esperar muito? Você é muito burro!”

Esses sons vulgares e abusivos vieram de um homem na cozinha, e todos viraram seus olhos para um senhor de uns 50 anos com uma camisa xadrez e cabelo lustroso. Este era o dono do restaurante.

Não muito atrás do chefe, havia um homem vestindo uma camisa branca e chapéu de chef, cozinhando: o chef Lianfu. Seu trabalho era fritar comida constantemente e ele o fazia por mais de 10 horas por dia. Depois de uns anos, ele começou a sofrer de espondilose cervical e periartrite escapuloumeral. Mas para ganhar dinheiro ele não tinha escolha, senão aplicar emplastros medicinais nas áreas afetadas e continuar a trabalhar todos os dias. Às vezes, quando realmente não podia suportar a dor nas costas, ele ia até a parede da cozinha e batia suas costas com força ali para aliviar a dor. Outro homem, que estava colocando arroz em uma panela de ferro e vestia as mesmas roupas de Lianfu, mas parecia mais velho, era Lao Wang. Ele era o sous-chef e estava encarregado de fritar arroz. E ele era da mesma aldeia de Lianfu e parente do chefe. Ele já havia trabalhado há mais tempo que qualquer outro trabalhador no restaurante, mas ainda não tinha 50 anos de idade.

Briga de casal

O tempo se passou. Havia doze anos desde que Lianfu e sua esposa tinham vindo ao Japão. Naquela época, eles acalentaram o sonho de tornar-se ricos e tomaram empréstimos de agiotas num total de quase 200 mil yuanes para ir ao Japão. Depois disso, eles pagaram seus empréstimos e suas vidas estavam começando a ficar melhor. Entretanto, sua esposa ficou doente pela alta carga de trabalho e foi ao hospital. Ele ficou muito triste por isso.

Enquanto ela estava doente, a esposa de Lianfu, Xiaojuan, fez alguns bons amigos. Eles conversavam com ela alegremente todos os dias, e com frequência lhe faziam massagens. Sua condição melhorou rapidamente e, ao mesmo tempo, um sorriso se abriu no rosto de Lianfu.

Um dia, Lianfu arrastou seu corpo cansado para casa depois do trabalho como de costume. Ele cumprimentou Xiaojuan, que estava na cozinha, e foi até o sofá. No momento em que se inclinou para pegar o controle remoto da TV sobre a mesinha de centro, subitamente viu um livro ali chamado “As ovelhas de Deus ouvem a voz de Deus”. Ele o pegou e perguntou, incerto: “Onde você conseguiu este livro?”.

Sua esposa parou o que estava fazendo e saiu da cozinha. Ela gentilmente disse a Lianfu, com um sorriso: “Meus amigos me pregaram o evangelho e me deram esse livro”.

Lianfu arregalou os olhos e apontou para sua esposa, gritando: “Você não tem mais nada para fazer? Viemos ao Japão para ganhar dinheiro. Quem deixou que você cresse em Deus?”.

Xiaojuan disse, ainda sorrindo: “Nós, os crentes, caminhamos na senda adequada da vida. Apenas nos achegando perante Deus podemos nos livrar da dor e ter uma vida feliz…”.

Ele a interrompeu imediatamente e disse: “Eu fui da província de Shandong para o nordeste da China sozinho para trabalhar. Consertei pneus, fiz serviço de pedreiro, administrei um restaurante e trabalhei como caldeireiro. Peguei todo trabalho sujo ou cansativo. Tudo o que fiz foi para ganhar mais dinheiro e ter uma vida melhor, não foi? Entretanto, você não pensa em como ganhar dinheiro, mas só em crer em Deus”.

Depois de tirar seu avental, Xiaojuan sentou-se na cadeira oposta, dizendo: “Todos esses anos, trabalhamos tão duro quanto pudemos, do amanhecer ao anoitecer todos os dias para ganhar dinheiro. Como resultado, fomos afligidos por doenças. Não foi fácil para nós acumular algumas economias, e meu tratamento nos custou dinheiro. Nesses anos em que lutamos para obter dinheiro, o que ganhamos? Apenas exaustão e doenças. De fato, isso tudo é uma provação de Satanás. O tanto de dinheiro que possuímos na vida está predestinado por Deus em vez de através de nossas próprias lutas. Se Deus não nos conceder riqueza, não importa quão duro trabalhemos, será em vão. Como diz o ditado: ‘O homem propõe e Deus dispõe’. Tudo isso é baseado nas regras e predestinação de Deus”.

Lianfu ficou sem palavras e pensou: “Você começou a crer em Deus recentemente, mas o que disse é bem importante. Mas não, sou um grande homem. Como deixei que você me convencesse?”. Então ele imediatamente disse: “Mesmo que você não pense em si mesma, deve pelo menos considerar nosso filho. Nesta sociedade, as pessoas colocam o dinheiro acima de tudo. Se não tivermos dinheiro, casa ou carro, quem vai se casar com nosso filho? Ter dinheiro significa ter capital, ter dinheiro é ter tudo”.

Depois de ouvir isso, Xiaojuan respondeu: “Deus é o Criador. A vida inteira de uma pessoa é arranjada por Ele, incluindo o casamento de nosso filho. Tudo o que precisamos fazer é enfrentar isso com calma”.

O que ela disse deixou Lianfu pálido de raiva. Ele caminhou de um lado a outro da sala com suas mãos atrás das costas e depois levantou um dedo acusador para ela e disse: “Você realmente não entende nada. De agora em diante, vamos cada um tomar seu rumo. Você cuida da sua vida e eu, da minha”. Então, ele foi para o quarto e bateu a porta.

Depois disso, ele começou a dar um gelo em Xiaojuan. Ela lia as palavras de Deus, enquanto ele assistia TV. Às vezes, ele pegava no pé dela porque estava muito bravo. Quando Xiaojuan participava de reuniões, ele dizia que ela estava perturbando suas horas de descanso. Ele originalmente pensava que esse tratamento indelicado faria com que ela desistisse de sua fé; o que jamais passou pela cabeça dele é que ela não cederia um milímetro quando se tratava de crer em Deus.

Lendo secretamente os livros das palavras de Deus

Vários meses se passaram, e Lianfu descobriu que Xiaojuan estava completamente diferente de antes. No passado, ela frequentemente fazia uma cena com ele por coisas pequenas; agora, mesmo quando ele pegava no pé dela, ela não apenas não brigava com ele, como mostrava mais consideração por ele. Ele estava intrigado e se perguntava se as palavras de Deus realmente eram capazes de mudar tanto as pessoas. Ele decidiu chegar ao fundo daquilo tudo.

Um dia, quando Xiaojuan não estava em casa, Lianfu foi até a mesa de centro e pegou o livro das palavras de Deus, enquanto prestava atenção aos sons externos. Ele abriu o livro e o folheou. Chegou à seguinte passagem das palavras de Deus por acaso: “A sina do homem é controlada pelas mãos de Deus. Você é incapaz de controlar a si mesmo: apesar de estar sempre correndo e se ocupando consigo mesmo, o homem continua sendo incapaz de controlar a si mesmo. Se pudesse conhecer as próprias expectativas, se pudesse controlar a própria sina, você continuaria sendo uma criatura?”.

Ao ler esta passagem, ele pensou nas palavras que Xiaojuan com frequência lhe havia dito desde que começara a crer em Deus: “O destino do homem é determinado pelo Céu”, “Tudo do homem foi dado por Deus”, “O destino do homem está nas mãos de Deus”, e assim por diante. Sempre que ele ouvia isso, ficava cheio de conflitos. Como ele cria que “o destino de uma pessoa está em suas próprias mãos”, e que ele ganharia mais dinheiro contanto que aprendesse muitas habilidades e fizesse muitos trabalhos, ele correra para todos os lados e lutara pelo dinheiro o tempo todo por todos aqueles anos. Mas ele ainda não ganhava muito dinheiro e ficou com muitas doenças em vez disso. Por exemplo, suas costas doíam insuportavelmente como se tivesse uma grande pedra nela. Ele pensava: “Será que uma pessoa realmente não pode controlar seu próprio destino, como é dito no livro?”.

Ao ponderar sobre essa questão, ele subitamente ouviu o ranger da porta se abrindo. Então, ele fechou o livro e o colocou de volta rapidamente. Nesse momento, Xiaojuan abriu a porta e entrou na sala. Lianfu ficou em pé, fingindo que nada havia acontecido e caminhou para lá e para cá. Pensava consigo mesmo: “Não posso deixá-la perceber que li secretamente o livro dela, senão, como manterei minha reputação?”.

Sua esposa caminhou até o sofá e deu uma olhada no livro que estava sob a mesa de centro. Um sorriso começou a se desenhar em seus lábios. Ela lhe perguntou: “Você estava lendo meu livro?”

Lianfu ficou vermelho e branco sucessivamente e se sentiu nervoso, mas ainda assim respondeu com suposta calma: “Não. Por que eu leria seu livro? Não acredito nessas coisas”. Depois de beber água, Xiaojuan virou-se e foi até a cozinha. Só então ele respirou fundo e sentiu-se aliviado.

Depois disso, sempre que Xiaojuan não estava em casa, Lianfu pegava secretamente aquele livro das palavras de Deus e o lia, colocando-o de volta onde estava.

Chegam notícias de que Lao Wang estava gravemente doente

Um dia, quando todos estavam ocupados preparado comida na cozinha, o chefe veio até a porta da cozinha vindo do escritório que ficava à esquerda, com o celular nas mãos. Com uma expressão séria no rosto, disse lentamente a todos: “Lao Wang não vai melhorar. Ele está em estágio avançado de câncer nos pulmões e não vai sobreviver por muito tempo. Para ganhar dinheiro, ele trabalhou duro toda sua vida. Agora, quando suas condições de vida melhoraram, ele ficou com essa terrível doença. E ele tem só 49 anos de idade”.

Assim que essas palavras saíram de sua boca, um silêncio mortal recaiu sobre a cozinha. Tudo o que se ouvia era o som da comida fritando.

Uma das garçonetes, usando uma camiseta azul escura e uma bandana na cabeça, parou de colocar legumes nos pratos e disse com um ar de arrependimento: “Ouvi dizer que Lao Wang tinha câncer nos pulmões, mas pensei que ele viveria mais alguns anos. Tudo aconteceu tão rápido”.

Um garçom mais velho disse, com resignação: “Céus! Lao Wang ganhou dinheiro toda sua vida, mas nunca aproveitou as bênçãos de um dia sequer. Para que sua vida serviu?”

As notícias de que Lao Wang estava prestes a partir do mundo fizeram com que Lianfu sentisse uma punhalada de dor em seu coração. Quando se virou e olhou para a esquerda, onde Lao Wang havia estado em pé, seu nariz se contraiu. Uma vez eles compartilhavam do mesmo sonho e caminhavam pela mesma estrada; agora, em um piscar de olhos, esse cara que trabalhara com ele estava prestes a deixar esta vida. Ele não pôde evitar segurar um suspiro de emoção e pensou: “Todos trabalham pra caramba e não poupam esforços para ganhar dinheiro, mas quem consegue prever a distância que a morte está de nós enquanto batalhamos para ganhá-lo? Agora, a morte está vindo para Lao Wang. Quem será o próximo?”.

Leia mais:
1-Experiência da vida cristã: Apenas Deus é digno de ser seguido (II)
2-Como ficar conectado ao Senhor em nossa vida agitada
3-Reflexão cristã: Adeus àqueles dias de labuta por fama e ganho
4-Em vez de fazer um trabalho duvidoso, seria melhor ser honesta e corajosamente dizer “Não!”
5-Experiência de trabalho: A Tática Milagrosa para Manter Nosso Emprego​​​​​​​
6-Experiencia de Vida Cristã: Tendo Deus com nós podemos enfrentar qualquer dificuldade​​​​​​​
7-Eu tenho um jeito de ganhar a confiança da minha patroa

Comentários