Em vez de fazer um trabalho duvidoso, seria melhor ser honesta e corajosamente dizer “Não!”

Hoje eu fiquei bastante nervosa porque eu iria a um centro de idosos para participar de uma seleção de trabalho. Este trabalho me serviria bem, se eu fosse selecionada.

24 de abril de 2018 Terça-feira Ensolarada

Hoje eu fiquei bastante nervosa porque eu iria a um centro de idosos para participar de uma seleção de trabalho. Este trabalho me serviria bem, se eu fosse selecionada. O ritmo de vida na América é muito mais rápido do que na China. Até mesmo a velocidade de comer e andar aqui é rápida. Portanto, é necessário ser esperto e ter olhos rápidos e mãos ágeis para trabalhar aqui. Lembrei-me que nas últimas poucas vezes que eu não fui selecionada após o período experimental foi por causa da minha incapacidade de me adaptar à vida acelerada na América. Portanto, eu estava especialmente nervosa desta vez.

À tarde, fui para o centro de idosos e eu ainda estava bastante nervosa. Então eu silenciosamente implorei a Deus para me guiar. Depois de um intenso teste de trabalho que durou algumas horas, a chefe me manteve. Naquela época, finalmente pude deixar minha ansiedade. Graças a Deus!

Leia mais:
1-Eu Tenho um Jeito de Ganhar a Confiança da Minha Patroa
2-Reflexão cristã: Adeus àqueles dias de labuta por fama e ganho
3-Experiência de trabalho: A Tática Milagrosa para Manter Nosso Emprego

26 de abril de 2018 quinta-feira Nublada

Hoje eu estava totalmente de mau humor. Assim que acordei pela manhã de ontem, fui ao restaurante para levar o café da manhã para os idosos. Mas a sacola plástica foi acidentalmente rasgada quando eu estava empurrando a minha bicicleta e, assim, um par de palitos de massa frita ficou sujo. Olhando para tudo isso, eu estava perplexa e preocupada: Eu não podia fazer nem uma coisa tão simples direito. A chefe me demitiria por causa disso? O que devo fazer? Era tarde demais para voltar e comprar outros. Deixa pra lá! Eu sou cristã. Eu devo admitir ativamente meus erros, não importa o que aconteça comigo. Retornando ao centro, eu disse a verdade à chefe tremendo e disse que ela poderia retirar do meu salário para compensar a perda de dinheiro. A chefe respondeu: “não tem problema. Você pode cortar as partes sujas da massa e o resto pode ser seu café da manhã.” Ouvindo isso, não pude deixar de me sentir grato à chefe e pensei que ela era bastante magnânima.

No entanto, o que aconteceu em seguida me surpreendeu. Logo antes de distribuir o café da manhã, a chefe pegou todas os palitos com massa suja, limpou-os casualmente e então dividiu entre as pessoas de idade. Ao ver isto, fiquei muito assustada e nervosa, que o que a chefe fez seria descoberto por eles. Pensei: “Eu não estaria enganando eles juntos com ela? E se eles tiverem uma dor de barriga depois de comer? Naquela época, eu queria dizer: “Por favor não faça isso, chefe. Eu vou pagar pelos palitos de massa suja.” Mas depois pensei: “Eu causei isso. E se eu for demitido se não a obedecer? Encontrar um emprego como este não é fácil para mim. Ah, deixa pra lá! É melhor não dizer nada, então! Para manter meu emprego, eu vou fechar os olhos para o que ela faz.”

Depois de distribuir o café da manhã, quando eu estava prestes a descartar as caixas de plástico na lata de lixo, a chefe chegou e disse, “Pegue essas caixas e lave-as na pia para usar amanhã.” Eu levantei a cabeça e olhei para ela com surpresa. Eu queria dizer: “Estas caixas estão sujas. O que faríamos se os idosos pegassem uma doença infecciosa por usar estas marmitas não esterilizadas?” Enquanto pensava nisso, a chefe acrescentou secamente: “Cuidado para não ser visto fazendo isso”. Quando eu vi sua atitude difícil, minha voz morreu em minha garganta. Pensei: “Eu sou apenas uma empregada e eu devo fazer tudo o que a chefe me pede. Este é o único jeito de manter meu emprego.” Então, peguei as marmitas plásticas involuntariamente e lavei-as na pia na frente dela.

Depois do trabalho, meu coração estava tão pesado. Lembrando do que tinha acontecido naqueles dois dias, me senti culpada, porque eu sabia que tinha sido enganada e tinha feito uma coisa que Deus não gosta. Mas e se a chefe me demitisse porque não seguir as instruções dela? Quando voltei para casa, eu li nas palavras de Deus: “Ser honesto significa entregar seu coração a Deus; jamais traí-Lo em nada; ser aberto com Ele em todas as coisas, nunca esconder a verdade; nunca fazer aquilo que engana seus superiores e que ilude seus subordinados e nunca fazer aquilo que simplesmente pareça impressionar bem a Deus. Resumindo, ser honesto é abster-se da impureza em suas ações e palavras e não enganar nem a Deus nem aos homens.” Das palavras de Deus, percebi que um cristão deve ser uma pessoa honesta. Essa é a expectativa de Deus em relação a nós, e é também um princípio básico pelo qual nos conduzimos. Mas eu tinha escutado a chefe e distribuído os palitos de massa suja para os idosos e reutilizei as marmitas não esterilizadas. Eu fui ostensivamente enganosa, e foi contra a minha consciência. Isso era exatamente como era um comportamento enganoso. Embora as pessoas idosas que foram enganadas não soubessem o que fizemos em segredo, Deus estava observando minhas palavras e meu comportamento, e tal comportamento era condenado por Deus. De acordo com tudo isso, eu possuía a menor semelhança de um verdadeiro cristão? Depois de ler as palavras de julgamento de Deus, eu tinha algum conhecimento do que tinha feito. Eu sabia que não deveria continuar sendo enganosa porque isto ia contra a minha consciência e era abominado por Deus. Portanto, decidi ser uma pessoa honesta de acordo com os requisitos de Deus.

Daí em diante, eu orei a Deus: “Deus, não importa se eu mantiver meu emprego ou não, devo dizer á minha chefe que não farei nada para ela que vá contra a minha consciência. Como cristã, devo sempre ser honesta e nunca enganosa em nada. Eu gostaria de ser genuinamente um ser humano íntegro. Deus, peço-lhe para me dar a resolução e orientar-me.” Depois de orar, eu estava determinada em dizer à chefe que eu não faria as coisas que forem contra a minha consciência.

3 de maio de 2018 quinta-feira ensolarada para nublada

Hoje, fui trabalhar com confiança. Eu decidi ser honesta e contar meus pensamentos à chefe. Mas quando cheguei lá, meu colega de trabalho que era responsável por cozinhar, me disse: “ontem a chefe me disse que pretendia demiti-lo e me pediu para fazer este trabalho por conta própria.” Depois de ouvir isto, eu imediatamente me tornei desmotivada e a resolução de ser uma pessoa honesta desapareceu como fumaça no ar. Pensei: “Eu nem falei com a chefe e ela pretende me demitir. Nesse caso, se eu disser que não gosto de agir de acordo com os requisitos dela, não seria pedir problemas? ” Naquela época, meu coração estava bastante pesado.

Após o café-da-manhã, olhei para os utensílios descartáveis na pia e então olhei pelo canto do olho para a chefe, que estava jogando cartas. Várias vezes eu me debati com o dilema: Se eu fizer o que a chefe me disse, eu não seria uma pessoa honesta e perderia meu testemunho diante de Deus; se não, uma vez que a chefe, que está ao meu lado, visse, eu seria confrontada com a possibilidade de perder meu emprego. O que devo fazer? Meu coração estava em crise. Naquela época, uma ideia me ocorreu: Jogue-os fora secretamente. Desta forma, não pecarei contra Deus, nem contra a chefe. Então quando a chefe não estava olhando, descartei os utensílios descartáveis na lata de lixo e cobri tudo com outro lixo. Desta forma, ela não iria descobrir. Embora eu já tivesse feito isso, ainda havia todos os tipos de sentimentos em meu coração: Se a chefe descobrir o que eu fiz, irá gritar comigo e então me demitir, teria valido a pena? No entanto, vou sentir muita vergonha de olhar para Deus, se não praticar a verdade. Vou ter que ser enganosa para manter o emprego? No momento, me senti angustiada e sofrendo por causa da minha fraqueza.

Depois disso, eu me ajoelhei e orei: «Deus! Eu quero ser honesta, mas estou com medo de perder meu emprego. Me falta fé e coragem para concretizar a verdade. Peço que tenha piedade de mim e me guie novamente.” Depois de orar, li um parágrafo nas palavras de Deus: Se estiver realmente disposto a ser aperfeiçoado por Deus, então terá coragem de pôr de lado sua carne, e será capaz de cumprir as palavras de Deus, não sendo passivo nem fraco. Conseguirá obedecer a tudo o que vem de Deus, e todas as suas ações, em público ou em particular, serão apresentáveis a Deus. Se você é uma pessoa honesta e pratica a verdade em todas as coisas, então você será aperfeiçoado. As pessoas enganadoras, que agem de um modo na frente dos outros e de outro modo pelas costas, não estão dispostas a serem aperfeiçoadas.

Eu entendi das palavras de Deus que, ao fazer uma escolha entre a verdade e os interesses da carne, uma pessoa honesta não irá satisfazer a carne, mas absolutamente escolherá a verdade. Seus pensamentos e suas ações externas são todos para obedecer e satisfazer a Deus, para ganhar a aprovação Dele e depois viver em Sua luz. No entanto, refletindo comigo mesma, eu enganei os outros seguindo as ordens da chefe de novo, dando os palitos de massa suja para os idosos e lavando e reutilizando utensílios descartáveis repetidamente. Eu sabia claramente que eu fazia algo que ia contra a minha consciência, mas ainda assim não ousei recusar as suas ordens. Embora eu tenha lido as palavras de Deus e entendido o significado de ser uma pessoa honesta, não pude colocar a verdade em prática e ser honesto com medo de perder meu emprego, sofrendo assim de dores espirituais e torturas. Minha atitude de relutância em pôr a verdade na prática decepcionou e feriu a Deus. Na verdade, se minha chefe ia me demitir ou não estava nas mãos de Deus. O resultado não poderia ser mudado não importa como eu me preocupasse com ele. O que eu devo fazer é colocar a verdade em prática e ser honesta, obedecendo às orquestrações e arranjos de Deus.

As palavras de Deus deram-me a coragem e a força para praticar a verdade: Mesmo que eu pudesse perder meu trabalho, eu ainda diria à chefe que eu não seguiria suas ordens e não enganaria outras pessoas. Então, eu mandei um texto para a chefe: “Chefe, eu sou cristã. Durante estes últimos dias, você me pediu para distribuir comida suja para as pessoas idosas e lavar e reutilizar utensílios descartáveis repetidamente. Minha consciência está sofrendo muito, porque sei que Deus não gosta do que eu fiz. Eu pensei sobre isso. Se você continuar a me pedir para fazer essas coisas, eu vou deixar este emprego; se não, eu vou continuar trabalhando duro neste trabalho.” Depois disso, minha mente estava bastante calma.

Eu nunca teria pensado que a chefe me ligaria e diria que ela concordava comigo. Tal resultado foi além das minhas expectativas. Agora, eu provei a firmeza, a libertação e a liberdade em meu espírito de pôr em prática a verdade. E agradeço a Deus do fundo do meu coração.

4 de maio de 2018 sexta-feira ensolarada

Eu tinha pensado que após expressar seus pensamentos sobre o assunto, a chefe não me pediria para fazer coisas desonestas, mas…

No café da manhã, os idosos tinham duas escolhas: leite ou leite de soja. Mas vendo que o lucro de comprar leite de soja era superior ao de leite, a chefe misturou o leite de soja com água e me pediu para frequentemente persuadir os idosos a beber o leite de soja, ou mesmo diretamente servir o leite de soja, sem perguntar-lhes. Eu não estava nada interessada em fazer o que ela pediu. Eu pratiquei a verdade e não segui as instruções dela, então eu estava preocupada que ela poderia ficar com raiva e me dispensar. Só quando terminei de distribuir o café da manhã, a chefe me chamou de lado e lembrou-me: “Esses idosos não têm opiniões próprias, então você deve ser duro quando servir-lhes o leite de soja e persuadi-los também a beber o leite de soja. Entende?” Depois de ouvir estas palavras, no meu coração começou uma luta: Eu sei que a chefe está me tentando a fazer coisas que vão contra a verdade, mas eu não quero. O que devo fazer?

Eu estava pensando sobre isso no caminho de casa. Eu repentinamente pensei em uma história da Bíblia: Depois que José foi vendido no Egito, a esposa de Potifar seduziu José e até usou seu poder e ameaçou-o para forçá-lo a se deitar com ela. Mas José era um homem que temia a Deus e rejeitava o mal, então ele preferia ser jogado na prisão do que cometer atos pecaminosos com ela. Mas pensando sobre mim, quando a chefe me pediu para fazer os idosos beberem leite de soja por uma questão de poupar dinheiro, eu sabia claramente que isso não era certo, mas não ousei ser honesto por causa do medo de ser demitido. Eu não tinha um coração de reverencia a Deus. Decidi então não considerar mais somente os meus interesses. Se eu for demitida, eu posso encontrar outro emprego; Mas se eu continuasse enganando as pessoas, Deus iria me odiar. Pensando em tudo isto, tive a resolução e força para pôr a verdade em prática mais uma vez.

Depois de chegar em casa, eu enviei um texto para a chefe novamente: “Chefe, eu sei que como sua empregada, devo defender seus interesses em todas as formas possíveis. Mas eu sou cristã, então devia ouvir aos ensinamentos de Deus ainda mais. Se suas necessidades estão em conflito com Deus, eu ouço às palavras de Deus. Este é um princípio pelo qual nós cristãos agimos. ”

Mais tarde, eu li algumas palavras de Deus: “Comportar-se como um ser humano normal é falar com coerência. Sim significa sim; não significa não. Seja fiel aos fatos e fale de maneira apropriada. Não engane, não minta.” E Sermões e comunhão sobre a entrada na vida disseram: “Pessoas honestas são diretas e francas em sua fala e comportamento e são pragmáticas e diretas…” As palavras de Deus e os sermões me trouxeram determinação para ser uma pessoa honesta e mais firme. Mesmo se eu fosse demitida desta vez, ainda colocaria em prática ser uma pessoa honesta da próxima vez quando eu trabalhar em outro lugar, enquanto faço o meu melhor para cumprir bem meus deveres de trabalho. Se alguém me pedisse para enganar ou fazer coisas más em segredo, eu absolutamente recusaria.

15 de maio de 2018 terça-feira nublada a ensolarada

Para minha surpresa, a chefe não me demitiu. Isso me fez perceber que ser demitida ou mantida era determinado por Deus. Assim, a minha determinação para concretizar a verdade tornou-se maior.

Alguns dias atrás, quando eu estava distribuindo o café da manhã, todos os idosos queriam beber leite. Mas a chefe queria vender mais leite de soja, e vendo que eu estava colocando leite, ela disse, “diga que não há mais leite.” Mas eu vi que ainda restava um jarro de leite. Naquele momento tive a certeza que ela estava me induzindo a mentir. No entanto, se ela estava satisfeita ou não e se eu seria demitido ou não, eu tinha que ficar do lado da verdade e praticar ser uma pessoa honesta. Mais tarde, quando alguns dos idosos quiseram leite, eu servi-lhes como sempre. Eu não lhes disse que nós não tínhamos mais leite até que realmente não houvesse mais leite. Então, eu avistei pelo canto do olho a chefe que parecia muito irritada. Não obstante, eu sabia que eu absolutamente não poderia ser enganosa novamente.

Ontem, a chefe ensinou-me uma outra maneira de enganar os idosos fazendo a limpeza superficialmente. Quando eu vim diante de Deus e orei a Ele, eu pude perceber que ela me tentava a fazer coisas que iam contra a minha consciência. Mas eu nunca iria segui-la. Exatamente como dizem as palavras de Deus, “Vocês devem ficar acordados e esperando a todo momento, e devem orar mais diante de Mim. Vocês devem reconhecer os diversos planos e os métodos astutos de Satanás, conhecer o espírito, conhecer as pessoas e ser capazes de discernir todos os tipos de pessoas, assuntos e coisas.” Assim, eu continuava fazendo coisas e praticando para ser uma pessoa honesta, de acordo com a exigência de Deus. Ao fazer a limpeza, se eu visse algum lugar sujo, limparia, mesmo que a chefe não me lembrasse. Depois, ela disse para outro funcionário: “Entre todas as pessoas que fazem a limpeza aqui, ninguém nunca limpou aquele local. Ela não é má de todo.”

À tarde, a chefe me deu um tapinha no ombro, dizendo: “Bem, você é ótima”. Os idosos no centro muitas vezes diziam a mim, “muito obrigado! Você limpou esse lugar impecavelmente! Os ex-funcionários que trabalharam no centro nunca limparam lá.” Graças a Deus! Eu soube que não era porque eu era uma pessoa boa, mas sim porque as palavras de Deus me mostraram os princípios de ser humano. Ser honesto está de acordo com a vontade do Deus, e somente praticando a honestidade o meu coração pode estar à vontade e calmo. Graças à orientação de Deus! Amém!

Por Jiandan, América
Tradução: Larissa Veras Barrozo

Comentários