Testemunho cristão – Salvação em um Acidente na estrada

“Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam” (Salmos 23:4).

Na noite de 10 de outubro de 2014, nossa empresa encarregou meu colega Xiaoxia e eu de dirigirmos durante a noite desde Ya’na, Sichuan, até nossa filial em Chongqing para entregar uma remessa importante de casacos de pele. Quando chegamos à rodovia, já eram quatro horas da madrugada. Devido à pressa em entregar os produtos, eu dirigia a 120 quilômetros por hora na faixa da esquerda.

Quando eu vi, não muito longe, uma placa em que estava escrito “Saída para Tongnan a 17 km”, pensei: “Nesta velocidade, conseguiremos chegar ao nosso destino antes do nascer do sol. Isso é ótimo!” Enquanto ainda estava comemorando, senti o caminhão repentinamente começar a balançar. Xiaoxia gritou, apreensivo, “Zhang Ping, nosso caminhão está balançando!” Antes que ele terminasse de falar, eu perdi o controle do volante e o caminhão começou a ir em direção ao canteiro à nossa esquerda. Nesse momento, um carro na faixa oposta começou a vir em nossa direção. Quando ele estava prestes a bater no caminhão, eu gritei, “Meu Deus! O que faremos agora?” Naquele instante, Xiaoxia puxou o volante com tanta força que conseguimos desviar do carro, mas nosso caminhão, completamente fora de controle, foi em direção ao guard-rail do lado direito da rodovia. Então, gritei: “Deus, me salve! Deus, me salve!” No momento em que eu parei de gritar, minha visão ficou escura e eu perdi a consciência.

Leia mais:
1-Experiência de fé: O Senhor é a minha força
2-A experiência de cura de uma cristã de treze anos de idade
3-Senhor me proteja: Despertando após uma lesão inesperada

Eu não sabia quanto tempo tinha passado quando ouvi de longe alguém me chamando. Ele dizia: “Zhang Ping, Zhang Ping, como você está se sentindo? Você consegue sentar?” Ainda meio tonta, eu senti alguém me ajudando a levantar e me colocando deitada no chão. Eu tentei abrir meus olhos, mas estava muito tonta e com dores por todo o corpo, além de não conseguir me mover. Após algum tempo, recuperei a consciência e vi que era Xiaoxia quem me chamava.

Com esforço, perguntei: “Xiaoxia, onde nós estamos? O que eu estou fazendo aqui? Onde está nosso caminhão?” Ele disse: “Está ali em cima. Escute-me: fique aí deitada, mas tome cuidado para não pegar no sono.” Em seguida, perguntei: “Você está bem?” Ele respondeu: “Estou bem, pois havia roupas em volta de mim quando o caminhão capotou. Mas você não está em boas condições. Há sangue em seu rosto, então você deve evitar se mover. Eu vou ligar para a Fang Qing e pedir ajuda.”

Depois que ele saiu, eu me esforcei para me manter acordada, porque tinha medo de não acordar depois. Estava amanhecendo. Enquanto eu estava deitada, me esforcei para olhar ao redor. Consegui ver que estava deitada em um pequeno terreno. Havia uma pequena valeta próxima aos meus pés, algumas árvores de bambu ao redor e, à direita, mais acima, estava nosso caminhão, caído sobre a lateral, próximo a uma grossa árvore de bambu, com a parte da frente na diagonal de onde eu estava. A rodovia estava acima da minha cabeça e uma família estava de frente para mim. No meu coração, eu sabia que o grande poder de Deus havia me livrado do risco de morte, pois só assim poderia ter sobrevivido àquele acidente. Um versículo veio à minha mente: “Mil poderão cair ao teu lado, e dez mil à tua direita; mas tu não serás atingido.” (Salmos 91:7). Eu sabia que Deus estava sempre me protegendo. Orei a Ele silenciosamente em meu coração: “Ó, Deus! Obrigada por me salvar e me dar uma segunda chance de viver.”

Não muito tempo depois, Fang Qing respondeu à ligação de Xiaoxia e veio ao nosso encontro. Vendo que eu estava deitada no chão sem conseguir me mover, ela me carregou até o carro dela e me levou até o hospital no Distrito de Tongnan. Quando chegamos, o médico disse que minha cabeça estava sangrando tanto que eu teria que ser examinada e tratada o quanto antes. Então, me operaram.

Após a operação, Fang Qing me disse, “Sabe de uma coisa? Suas roupas estavam encharcadas com o sangue que saiu do seu ferimento na cabeça, e eu não consegui tirar seu casaco, então tive que cortá-lo com uma tesoura.” Ouvindo o que Fang Qing dizia, pensei: “Eu perdi muito sangue, não precisei de uma transfusão, e mesmo assim estou lúcida. Graças sejam dadas a Deus!”

No dia seguinte, eu pude sair da cama do hospital e ir ao banheiro sozinha. Vários dias depois, Fang Qing me disse: “O médico falou que você está se curando muito bem dos ferimentos. Você não teve problemas na cabeça ou nos pulmões. Além disso, não vai precisar operar a escápula, e só necessita de mais algum tempo e repouso para se recuperar.” Naquele momento, vi novamente o poder e a soberania de Deus. Sem a proteção Dele, eu não estaria me recuperando de forma tão rápida.

Eu tive alta do hospital 15 dias depois. Naquele dia, Fang Qing e seu esposo foram me buscar. No carro, o esposo de Fang Qing disse: “Zhang Ping, você ter sobrevivido após esse acidente é realmente algo incrível. Em todo aquele percurso, só havia uma família no local do acidente. No quintal dessa família havia um pequeno terreno. Quando o acidente ocorreu, você foi atirada exatamente nesse terreno, onde era seguro. Isso é incrível! Se você tivesse sido atirada um pouco mais longe, as consequências teriam sido inimagináveis! Além disso, seus ferimentos foram muito sérios, e mesmo assim você conseguiu se recuperar muito rapidamente, muitoalém das nossas expectativas!” Eu fiquei muito emocionada com as palavras dele, e disse: “Tudo isso são as maravilhosas obras de Deus. Foi Ele quem me salvou com Seu poder.” Fang Qing também disse: “Ouvir vocês dois falarem me faz lembrar de dois versículos, que dizem: Eu sou o Senhor que faço todas as coisas, que sozinho estendi os céus, e espraiei a terra (Isaías 44:24), e “Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos” (Salmos 91:11). Isso realmente é a maravilhosa salvação de Deus! Graças a Ele por você ter uma nova vida!” Quando ela terminou de falar, nós três sorrimos de alegria.

Através desse acidente, pude perceber por mim mesma que Deus age em todos os lugares, e que a Sua autoridade está em toda parte. Assim como a Bíblia diz: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam” (Salmos 23:4).Embora eu tenha me envolvido nesse grave acidente e sofrido alguns ferimentos, vi que todas as coisas, vivas ou mortas, são controladas por Deus, e experimentei o Seu grande poder e autoridade. Eu dou graças a Deus e O louvo do fundo do meu coração, e escolho seguir a verdade da maneira correta e usar o resto da minha vida para retribuir a salvação e o amor que Ele tem por mim. Obrigada, Deus, por ter me salvado! Toda a glória seja dada a Deus Todo-Poderoso!

Por Zhang Ping, França
Tradução por Nicolas Sales

Comentários