Por que a encarnação de Cristo aparece em um ser humano comum e normal?

Deus diz: “Ele está meramente operando na carne, não intencionalmente pedindo ao homem para exaltar a grandeza e a santidade de Sua carne. Ele está simplesmente mostrando ao homem a sabedoria de Sua obra e toda a autoridade que Ele exerce. …”

A resposta da palavra de Deus:

Ele está meramente operando na carne, não intencionalmente pedindo ao homem para exaltar a grandeza e a santidade de Sua carne. Ele está simplesmente mostrando ao homem a sabedoria de Sua obra e toda a autoridade que Ele exerce. Portanto, mesmo tendo uma humanidade extraordinária, Ele não faz anúncios e foca apenas na obra que deve fazer. Vocês devem saber por que Deus Se tornou carne, mas não publica nem testifica Sua humanidade normal, mas sim simplesmente realiza a obra que Ele deseja fazer. É por isso que vocês veem apenas o ser da divindade no Deus tornado carne, simplesmente porque Ele nunca proclama Seu ser de humanidade para o homem imitar. […] Deus conquista o homem somente através de Sua obra (ou seja, obra inatingível para o homem); não há questão de Ele ser admirado pelo homem, nem de fazer com que o homem O adore, mas simplesmente incute no homem um sentimento de reverência por Ele ou torna o homem consciente de Sua inescrutabilidade. Deus não precisa impressionar o homem. Tudo o que Ele precisa é que você o reverencie uma vez que tenha testemunhado Seu caráter.

de ‘O mistério da encarnação (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Fui encarnado a fim de revelar todos aqueles que nasceram de Mim, mas que se levantaram para Me desafiar. Se Eu não Me tornasse carne, não haveria como revelá-los (ou seja, aqueles que agem de um modo na Minha frente e de outro nas Minhas costas). Se Eu permanecesse como Espírito, as pessoas Me adorariam em suas concepções e pensariam que sou um Deus sem forma e inalcançável. Estou encarnado hoje como o oposto das concepções das pessoas (falando da Minha altura e aparência), parecendo uma pessoa comum e não sendo muito alto. É esse ponto que mais humilha Satanás e é a mais poderosa oposição às concepções das pessoas (a blasfêmia de Satanás). Se fosse diferente de qualquer outra pessoa, a Minha aparência seria inoportuna – todos chegariam a Me adorar e Me entender através das próprias concepções e não seriam capazes de dar esse lindo testemunho de Mim. Assim, assumi a imagem que tenho hoje e isso não é de modo algum difícil de entender. Todos deviam sair de suas concepções e não ser ludibriados pelos esquemas astutos de Satanás.

de ‘A nonagésima primeira declaração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Embora Cristo na terra seja capaz de operar em nome do Próprio Deus, Ele não vem com a intenção de mostrar a todos os homens Sua imagem na carne. Ele não vem para todos os homens para vê-Lo, Ele vem para permitir que o homem seja conduzido por Sua mão, entrando assim na nova era. A função da carne de Cristo é para a obra do Próprio Deus, isto é, para a obra de Deus na carne e não para permitir que o homem compreenda plenamente a substância de Sua carne. Não importa como Ele realiza Sua obra, ela não excede o que a carne é capaz de alcançar. Não importa como Ele opere, Ele o faz na carne com uma humanidade normal e não revela completamente ao homem o verdadeiro semblante de Deus. Além disso, Sua obra na carne nunca é tão sobrenatural ou inestimável como o homem concebe. […] Deus Se torna carne apenas para completar a obra da carne, não apenas para permitir que todos os homens O vejam. Em vez disso, Ele deixa Sua obra afirmar Sua identidade e permite que o que Ele revela comprove Sua substância. Sua substância não é sem fundamento, Sua identidade não foi tomada pela mão Dele, ela é determinada por Sua obra e Sua substância. […]

[…] Embora Sua imagem não seja agradável aos sentidos, Seu discurso não possua um ar extraordinário e Sua obra não surpreende nem abale os céus tanto quanto o homem imagina, Ele é de fato Cristo que cumpre a vontade do Pai celestial com um coração verdadeiro, Se submete completamente ao Pai e é obediente até a morte. Isso é porque Sua substância é a substância de Cristo. É difícil para o homem acreditar nessa verdade, mas ela realmente existe.

de ‘A substância de Cristo é obediência à vontade do Pai Celestial’ em “A Palavra manifesta em carne”

Leia mais:
1-Significado de Cristo: O que é ser o Cristo?
2-Como entender que Cristo é a verdade, o caminho e a vida?
3-Como entender que Jesus Cristo é o Próprio Deus?

Recomendado para você:

Filme evangélico "O mistério da divindade: a continuação" Trecho 2 – Como entender o Deus encarnado

Comentários